banner
publicidade
publicidade

“Fábio Calheiros não é troféu e nem nada”, diz João Batista

Após a morte de Floro Calheiros e o sobrinho Lucas Calheiros, as atenções estão voltadas para o filho de Floro, Fábio Calheiros, que durante o confronto com a polícia, na manhã de domingo, 10, foi baleado no abdômen por um tiro de fuzil no município de Gurupi, em Tocantins. Fábio foi submetido a uma cirurgia na tarde de domingo e a noite transferido para o Hospital da Polícia Militar de Sergipe – HPM – por ordem da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe – SSP. Segundo boletim médico, o jovem passa bem.

Segundo um dos advogados da família Calheiros, Fernando Muniz, a transferência ocorreu sem que a família ou advogados tivessem conhecimento de uma autorização médica. “Ele tomou um tiro de fuzil e passou por uma cirurgia de grande porte muito recentemente. Em Gurupi não tivemos acesso a Fábio, portanto não sabíamos como estava a saúde dele. Essa rapidez para trazê-lo dá a impressão que a SSP quer usá-lo como troféu”, relata Muniz.

Durante a coletiva de imprensa realizada na tarde dessa segunda-feira, 11, os representantes da polícia foram enfáticos quando questionados sobre a transferência. “Fábio foi devidamente socorrido. O local que ele estava não era suficiente, não tinha estrutura. Gurupi é uma cidade pequena e ele teria que ser transferido de qualquer maneira. Entre ele pegar estrada em uma ambulância e voar em uma UTI móvel até aqui, achamos mais seguro trazê-lo. Ele não é troféu e nem nada”, informou o secretário adjunto João Batista.

“Houve liberação médica. Mandamos uma equipe de médicos para acompanhar o trajeto. A estrutura do HPM é melhor para que ele possa se recuperar. Todas as medidas para a recuperação dele foram tomadas. Já foram feitos vários exames”, acrescenta Batista. O representante do HPM, o tenente coronel Lyncon, apresentou o boletim médico com o estado de saúde de Fábio e contou que antes da viagem foram feitos contatos com os médicos do Hospital de Gurupi.

Boletim Médico

A SSP divulgou um boletim médico informando que Fábio foi submetido a uma Laparotomia exploradora – por ferimento transfixante de abdômen (entrada em região lombar esquerda com saída em região epigástrica), foram realizados os procedimentos de gastrorrafia, enterorrafia e transfusão sanguínea. Nesse momento, segundo dia de pós-operatório, encontra-se estável hemodinamicamente com abdômen flácido e peristalse presente.

*ceinform


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21