banner
publicidade
publicidade

Teixeira de Freitas: Reflorestamento de reserva ambiental no bairro Santa Rita

Teixeira de Freitas: Reflorestamento de reserva ambiental no bairro Santa Rita

 

Encerrando as atividades do projeto ambiental em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Grupo Rosa dos Ventos promoveu neste domingo (11) o plantio de mudas de árvores na Área de Preservação Ambiental (APA), situada no bairro Santa Rita, em Teixeira de Freitas. O trabalho foi desenvolvido em parceria com a associação de moradores do bairro e o Núcleo Ambiental do PEN (Partido Ecológico Nacional).

 

Na área foram plantadas aproximadamente 450 mudas, doadas pelo Projeto Arboreto, Viveiro AMA e Caliman Madeiras. De acordo com Kakau Souza, responsável pela listagem dos participantes, 45 voluntários atuaram no projeto. “Estamos muito satisfeitos com a contribuição dessa gente que veio ajudar a realizar esse trabalho de reflorestamento”, reiterou.

 

Após reunião para expor medidas em torno da conservação da reserva, foram formadas equipes que se dispersaram em torno da área para efetivar o plantio. “Vamos fincar aqui espécies de árvores apropriadas para reflorestamento”, mencionou Vinícius Almeida, membro do Rosa dos Ventos, que se deslocou de Itamaraju para se integrar ao grupo de trabalho, junto a Wellington Grams, também militante das ONG (Organização Não Governamental).

 

Poluição do Charqueada

 

Voluntários de bairros adjacentes ao Santa Rita também aderiram ao trabalho, a exemplo de Edvaldo Souza Santos, acompanhado dos filhos Arthur e Isabella. “Moro no Residencial dos Pioneiros, mas sinto-me bastante gratificado em participar dessa ação, porque a preservação ambiental é um dever de todos nós”, questionou Santos, que mostrou-se preocupado com o nível de poluição do Córrego Charqueada, mesmo nome dado à Área de Preservação Ambiental.

unnamed (27) unnamed (29)

Segundo os ambientalistas, o esgoto oriundo de áreas próximas à APA vem contaminando há vários anos o córrego, que corta o Santa Rita e outros bairros vizinhos. “É preciso que as pessoas tenham consciência de que se os dejetos continuarem sendo jogados no córrego a sua contaminação vai aumentar”, alertou Wellington Pinto, agente de Sistema, da Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento), que informou haver a elaboração pela empresa de um projeto visando a despoluição do Charqueada.

unnamed (27)

Às margens do córrego foram plantadas cerca de 30 mudas de árvores de várias espécies, a fim de se evitar que o assoreamento também contribua para o enfraquecimento da nascente. “Estamos mobilizando as pessoas daqui para que seja feito um trabalho conjunto para recuperar esse córrego e mantê-lo preservado”, disse Marley do Valle, presidente da Associação de Moradores do Bairro Santa Rita.

 

Ajuda da chuva

 

Ao fim do mutirão, as árvores plantadas foram regadas pelos voluntários, que utilizaram baldes de água adquiridos junto aos moradores. Esse serviço foi reforçado pela chuva, que apesar de passageira, contribuiu para “banhar” as plantas, conforme termo usado por Joel Alves, militante do PEN. “A chuva que caiu depois do plantio ajudou muito a regar as mudas”, observou.

 

Por Domingos Oliveira

 

 

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21