banner
publicidade
publicidade

6 Uso preventivo de pílula anti-HIV deve ser adotada pelo SUS

Uso preventivo de pílula anti-HIV deve ser adotada pelo SUS

Uso preventivo de pílula anti-HIV deve ser adotada pelo SUS

Foto: Paul Sakuma/AP

A estratégia do uso preventivo de antirretrovirais para evitar a infecção por HIV está sendo estudada pelo Ministério da Saúde para ser adotada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio foi feito na última segunda-feira (18), durante uma apresentação da diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Adele Benzaken, na Conferência Internacional de Aids, em Durban, na África do Sul. O método, chamado de profilaxia pré-exposição (PrEP), consiste no uso diário da combinação dos antirretrovirais tenofovir e emtricitabina por grupos mais vulneráveis à exposição ao vírus.

De acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais prepara um protocolo clínico de PrEP que será encaminhado à Comissão de Incorporação de Tecnologia no SUS (Conitec) até o final de 2016. A expectativa, ainda segundo o ministério, é atender 10 mil pessoas no primeiro ano de incorporação. A estratégia, que deve ser ofertada em serviços especializados do SUS, será destinada a “populações com alto risco de infecção pelo HIV”. A pasta, porém, não detalhou o perfil dos grupos que serão beneficiados.

A profilaxia pré-exposição é recomendada desde 2014 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para pessoas em risco considerável de se infectarem com HIV. Sua eficácia foi comprovada por quatro estudos clínicos.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21