banner
publicidade
publicidade

A novidade das pesquisas por enquanto é só Joaquim

07
Foto: Nelson Jr./ SCO/ STF
Foto: Nelson Jr./ SCO/ STF

 

Só para atualizar o clichê: pesquisa eleitoral a cinco meses de uma eleição, do ponto de vista da expectativa de resultados, nada diz. Mas nem por isso perde a majestade como retrato de um momento. Nessa linha, a do Instituto Paraná, divulgada na última semana, referenda duas imagens já detectadas na cena política brasileira:

1 — O quadro continua pulverizado sem que ninguém vislumbre favoritos em um segundo turno que já é dado como certo.

2 — O ex-ministro Joaquim Barbosa voltou a pontuar bem, com 11%, o que o torna o Jair Bolsonaro (a surpresa), o líder, sem Lula (20,5%) da esquerda.

Na Bahia

Lula lidera com 27,6%, contra 19,5% de Jair Bolsonaro, 9,2% de Joaquim Barbosa, 7,7% de Marina e 6,9% de Alckmin.

Sem Lula, Bolsonaro fica com 20,5%, Marina pula para 12%, Joaquim Barbosa salta 11%, mas o “nenhum” dispara de 9,6% para 17,3%.

Veja que, no retrato do momento, as principais lideranças baianas continuam órfãs de referências federais decisivas nas últimas eleições.

Hoje Rui Costa tem Lula, que está na cadeia, e também é citado por 26% na mesma pesquisa como o que mais envergonha o Brasil (seguido de Temer, com 20%), Zé Ronaldo ainda não tem e João Gualberto é Alckmin, que não decola. Só Joaquim Barbosa anima o PSB de Lídice da Mata. É a única que tem alguma vantagem.

Joaquim sequer disse se topa. Mas já é o fato novo.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21