banner
publicidade
publicidade

AO DEFENDER SAÍDA DE CUNHA, AÉCIO DIZ QUE DENÚNCIAS SÃO ‘GRAVÍSSIMAS’

A PGR PEDIU AO STF NESTA QUINTA NOVA INVESTIGAÇÃO DO PRESIDENTE DA CÂMARA APÓS CONFIRMAÇÃO DAS CONTAS SECRETAS DE CUNHA NA SUÍÇA (FOTO: GERALDO MAGELA/AG. SENADO)

O senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, voltou a defender que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) se afaste do cargo. O tucano afirmou nesta quinta-feira, 15, que as denúncias contra o peemedebista são “gravíssimas”.

Cunha é investigado na Operação Lava Jato por ter se beneficiado do petrolão e manter contas secretas na Suíça. Nesta quinta, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) um novo pedido para que a descoberta das contas atribuídas ao parlamentar e seus familiares seja investigada.

“No momento em que essas denúncias em relação ao presidente da Câmara chegam e elas são gravíssimas, obviamente, cabe a ele se defender. E, obviamente, o PSDB não tem nenhum compromisso com eventuais irregularidades que possam ter sido cometidas por ele”, afirmou Aécio.

O senador, que tratou de tirar o seu partido da reta, disse ainda que as conversas com Cunha fazem parte do “jogo parlamentar”.

“Nós da oposição, eu vou deixar isso bem claro, tivemos em vários momentos nesse último ano, ano e meio, entendimentos com o presidente da Câmara dos Deputados que ampliou o espaço de atuação das oposições. Tudo isso feito absolutamente à luz do dia”, disse.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21