banner
publicidade
publicidade

APÓS “DOAR’ R$ 800 MIL A RENAN EMPREITEIRA RECEBEU R$ 200 MILHÕES, DIZ JANO

APÓS “DOAR’ R$ 800 MIL A RENAN EMPREITEIRA RECEBEU R$ 200 MILHÕES, DIZ JANO


Na denúncia apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente do Congresso Renan Calheiros (PMDB), o procurador-geral da República Rodrigo Janot diz que a empreiteira Serveng, acusada de pagar propina de R$ 800 mil ao peemedebista em 2010, nunca tinha auxiliado o PMDB antes do acerto com a Diretoria de Abastecimento da Petrobras envolvendo o suposto repasse de propinas a políticos peemedebistas.

Após este acerto, os valores recebidos pela empresa da estatal subiram mais de 380%. “Apenas no ano de participação na primeira licitação e de assinatura do primeiro contrato de vultos começaram a ocorrer doações dessa pessoa jurídica ao Partido revelando elementos iniciais que confirmam os depoimentos de que as “doações oficiais’ eram propina paga dissimuladamente”, escreve Janot.

A partir de delações premiadas, inclusive do próprio ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, levantamentos das movimentações financeiras dos envolvidos e análises dos contratos da Serveng na Petrobras, a Procuradoria-Geral da República destaca a coincidência entre os acertos da Serveng com políticos e o aumento exponencial dos contratos da empresa com a Petrobras.

Em sete anos, foram registrados pagamentos líquidos da Petrobras às empresas do grupo Serveng no total de aproximadamente R$ 51 milhões. De 2010, ano da primeira doação da Serveng ao PMDB, até 2014, os valores subiram para aproximadamente R$ 197 milhões.

“Apenas em 2010 a empresa obteve em consórcio o contrato da Refinaria Premium I (no Maranhão), no total bruto devido para si de R$ 236.999.659,29”, diz a denúncia. (Estadão)


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21