banner
publicidade
publicidade

Assassino de Gelson Despachante é preso com drogas

Uma equipe de investigadores da Polícia Civil de Teixeira de Freitas composta pelos investigadores Sandro, Deodoro e Jairo Nogueira, com apoio do serviço de investigação da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes comandados pelo delegado Wendel Ferreira Santos, prenderam no final da tarde de sexta-feira, 01 de junho, Julivar Carvalho Cardoso o “Cheba” de 31 anos, que foi encontrado em seu estabelecimento comercial, um açougue no Vila Vargas, com 250 gramas de maconha.

Ao ser interrogado pelos policiais civis sobre a origem da droga, “Cheba”, acabou por confessar que em sua residência e na casa de sua mãe havia mais drogas, na sequência da diligência, os policiais foram ao local indicado verificar a veracidade do que o acusado teria falado, chegando na residência do mesmo, acabaram por encontrar 300 gramas de cocaína, além de uma balança de precisão e R$ 300,00 em espécie.

Na casa da mãe do acusado foram encontrados 250 gramas de maconha, uma pequena porção de cocaína, e já no veículo do acusado foi encontrado uma pedra de crack.

Após a apreensão do material que foi encontrado com o acusado, o mesmo recebeu voz de prisão e foi conduzido a sede de Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, onde acabou por ser flagranteado por crime de tráfico de drogas, pelo delegado Wendel Ferreira.

“Cheba”, matou em 04 de maio de 2010, Gelson Moreira Silva o “Gelson Despachante” de 39 anos, que na época teria passado a noite do dia anterior jogando apostado com o acusado no bar de sua propriedade, na Avenida Getulio Vargas, como o acusado teria perdido no jogo apostado com “Gelson Despachante”, ele teria deixado sua carteira com alguns vales abadás dentro e ido em sua casa buscar dinheiro para pagar a aposta.

Ao retornar, o acusado percebeu que seus vales abadás não estavam em sua carteira, ele pediu que a vítima devolvesse os vales abadás, mais o mesmo recusou e teria ido ao interior do bar buscar uma pistola para acertar contas com o acusado.

Ao perceber que “Gelson Despachante” estava armado, “Cheba”, que também já teria ido ao local armado, porque teria ouvido vários insultos por parte da vítima durante a jogatina, sacou de sua arma e efetuou cerca de seis disparos contra a vítima, que chegou a ser socorrido ao HMTF, mais acabou morrendo.

Dias depois do crime, “Cheba” chegou a se apresentar na presença do seu advogado, contou sua versão e como não havia mandado de prisão contra ele, o mesmo ficou respondendo em liberdade.

Ao conversar de forma informal com a imprensa após ser preso na noite de sexta-feira, “Cheba” teria dito que começou a comercializar drogas a pouco mais de um ano e que pegava as drogas no estado do Espírito Santo, admitindo que agora com a prisão por drogas e o homicídio de “Gelson Despachante” sua situação fica complicada.

Por Jotta Mendes/reportercoragem

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21