banner
publicidade
publicidade

Assembleia está “a pão e água” para pagar abono de R$ 2 mil

O deputado estadual José Esmeraldo (PR) tem sido um dos maiores defensores do abono de R$ 2 mil para os servidores da Casa. Durante seu discurso nesta segunda-feira ele foi bastante aplaudido pelos funcionários que ocupavam as galerias do plenário. O parlamentar diz que a Casa manteve uma redução de gastos, ficou “a pão e água” e agora não é justo ter que abrir mão do pagamento por uma orientação de Executivo de cortar gastos por conta das perdas que o Estado vai ter caso vá adiante o projeto que redistribui os royalties de petróleo.

Curiosidade
Funcionários do Legislativo estão na bronca com o deputado Roberto Carlos (PT), que defende a revisão do valor do abono e a igualdade com os demais poderes. Fontes assembleianas dizem que o petista mudou de lado após o corte anunciado pelo governador Renato Casagrande, já que ele assinou a matéria inicial concordando com o pagamento.

Clima quente
Esmeraldo disse ainda que tem muita demagogia na Casa em relação ao assunto e, sem citar nomes, disse que é preciso ter personalidade para assumir a responsabilidade com os servidores. “A Assembleia é independente e tem que agir como tal”. Os trabalhadores que já contam com esse presentão de Natal foram ao delírio…!

Repercussão
O corte de gastos anunciado pelo Governo após aprovação do projeto que muda a distribuição dos royalties ganhou a imprensa nacional. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o governador Renato Casagrande disse que está poupando para passar os dois anos sem tem que depender dos recursos dos royalties.

Renovação
Olheiro da Coluna que circula no meio esportivo conta que a turma do esporte está de olho nos futuros secretários que serão responsáveis pela pasta nos municípios. Eles pegam carona na onda de mudança e defendem que os novos secretários não sejam nomeados por indicação política e muito menos aqueles figurões que atuam na área, mas pouco fazem pelo desenvolvimento do esporte capixaba.

Recuperados
Os deputados estaduais Marcelo Santos (PMDB) e Luiz Durão (PDT) tiveram alta médica e retornaram ao trabalho na Assembleia nesta segunda-feira (12). O peemedebista se recuperou de problemas de hipertensão causados durante a campanha e o Durão passou por uma cirurgia após complicações de uma intervenção que fez no coração. Todos dizem que estão recuperados e prontos para o trabalho.

O jornalista Josué de Oliveira conta para os leitores tudo o que acontece nos corredores dos Três Poderes do Espírito Santo.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21