banner
publicidade
publicidade

Atuação policial amplia número de prisões por tráfico em mais 130% no Carnaval

Atuação policial amplia número de prisões por tráfico em mais 130% no Carnaval

A Operação Carnaval, que conta com mais de 23 mil policiais na festa deste ano, resultou na elevação do número de pessoas presas por uso ou tráfico de drogas em 2015, na comparação com 2014. Do início da folia até às 5h59 desta terça-feira (17), 945 prisões foram realizadas contra 410 no mesmo período do ano passado, o que representa um aumento de 130,6%. As informações foram divulgadas na manhã desta terça (17) durante a coletiva de balanço de segurança, realizada no Quartel da Polícia Militar, no Largo dos Aflitos, no Centro de Salvador, no dia em que a corporação comemora 190 anos.

A produtividade policial ainda é destaque na condução de pessoas, que cresceu 74,7%, passando de 1.124 para 1.964 em 2015; no número de autuados em flagrantes que, em 2014 foi 81, e este ano, 100, um aumento de 23,5%. Entre as ocorrências, ainda foram registrados, em todos os dias da festa, dois homicídios, uma tentativa de homicídio e 155 casos de lesões corporais – sem casos de lesões corporais seguidos de morte.

Na segunda (16), não foram registrados tentativas de homicídio, nem lesões corporais seguidas de morte, e foi contabilizado um assassinato. O homicídio foi registrado durante a madrugada desta terça, por volta das 3h, na Avenida Adhemar de Barros, no bairro de Ondina, próximo a um posto de gasolina.

Um homem foi atingido por tiros na cabeça, chegou a ser encaminhado para um posto médico na região, mas não resistiu aos ferimentos. A autoria dos disparos ainda não é conhecida e testemunhas afirmam que pouco antes dos tiros, a vítima teria se envolvido em uma briga com foliões pipoca. A polícia já está investigando o caso.

O secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Barbosa, afirmou que apesar de alguns aumentos, o esforço dos policiais foi destaque para garantir a tranquilidade da festa, e o número de ocorrências graves é reflexo de alguns fatos como a disputa entre grupos e facções criminosas.

“Ainda tivemos que lidar com questões como a incitação pública da violência por parte de alguns artistas, que, verdadeiramente, deveriam estar representando o povo, que vai às ruas com suas famílias e quer aproveitar a festa em paz, e não provocar confusão e gerar violência”, explicou o Barbosa.

O secretário ainda destacou as operações de abordagens a coletivos e o Carnaval dos bairros, que se realizaram com tranquilidade. “Tivemos uma proatividade muito grande até agora e não tenho dúvidas de que esse empenho vai continuar crescendo até o final da festa”.

Operação Folia e Paz

Além das tradicionais rondas nas ruas e acompanhamentos de blocos e trios, os oficiais da PM ainda realizaram ações paralelas, por meio da Operação Folia em Paz, com abordagens a veículos, motos, 132 pontos de ônibus e acompanhamentos de turistas.

Essas abordagens da PM foram reforçadas com o trabalho do Corpo de Bombeiros, que já contabilizou, nos cinco primeiros dias de Carnaval e em todo estado, mais de 1.100 ocorrências. Somente em Salvador, nos circuitos do Carnaval foram 839 atendimentos, com orientação a banhistas e situações de embriaguez com maior número de estatísticas.

Ao final do balanço da segurança, o comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão, parabenizou o trabalho dos agentes e a corporação pelo aniversário comemorado nesta terça (17). “Planejamos essa festa o ano inteiro e contamos com parceiros tanto no estado, quanto na prefeitura, e não esquecemos em nenhum momento qual é a nossa prioridade, que é a vida do cidadão. Por isso e pelo trabalho que realizamos, temos muito a comemorar. Parabéns à nossa PM”.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21