banner
publicidade
publicidade

Bahia empata com o Santos e foge do Z4

Bahia empata com o Santos e foge do Z4

O time baiano foi a 43 pontos, quatro a mais do que o Ceará, primeiro time na zona de rebaixamento
Paulo Henrique Ganso em disputa de bola com o jogador do Bahia / Luiz Fernando Menezes / AE

O Bahia empatou com o Santos em 1 a 1 na Vila Belmiro e se livrou de vez da zona de rebaixamento neste domingo pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, em Santos, litoral de São Paulo.

O time baiano foi a 43 pontos na 15º posição, quatro pontos a frente do Ceará, o primeiro na degola. Já o Santos permaneceu na décima posição com 52 pontos.

O jogo

Casa cheia, placa a Neymar por golaço, bandeiras do Japão tremulando nas arquibancadas…Era dia de festa na Vila Belmiro. Porém, o Bahia entrou disposto a estragar a celebração santista. Com espaço para jogar no meio de campo, o Tricolor começou melhor no jogo e, logo aos oito minutos saiu na frente no placar, com Souza. Impedido, o atacante recebeu na entrada da área e chutou em cima de Bruno Rodrigo. No rebote, uma pancada, no cantinho de Rafael.

No primeiro jogo sem Adriano, que se machucou na partida contra o Atlético-GO, o Santos enfrentou dificuldades na marcação. De volta ao time depois de quase dois meses, Elano criava pouco e deixava espaço às suas costas. Nem nas bolas paradas, sua maior arma, o meia conseguia levar perigo.

Se Elano não ia bem, Ganso dava mostras de que já está 100% readaptado. Junto com Neymar, o atacante era o principal nome santista na partida. Comandado pelos dois, o Alvinegro cresceu na partida e começou a pressionar. Aos 11, após cobrança de escanteio, Durval testou firme e Marcelo Lomba faz milagre. Em defesa de puro reflexo, o goleiro do Bahia salvou a bola em cima da linha.

Também de cabeça, quase veio o empate, aos 23. Ganso fez ótimo cruzamento e Neymar escorou de cabeça. Marcelo Lomba novamente voou e fez excelente defesa.

De tanto tentar, finalmente, aos 31, o gol saiu. Paulo Henrique fez boa jogada no meio e tocou para neymar. O camisa 11 girou sobre a defesa e, mesmo bem marcado, bateu firme de fora da área. A bola entrou no cantinho, sem chances para Lomba.

Com a igualdade, o Santos seguiu pressionando, e passou a tomar conta do jogo. Os visitantes assustavam apenas nos contra-ataques.

Segundo tempo

A fim de dar maior poder ofensivo ao time, no intervalo, Muricy Ramalho sacou o zagueiro Bruno Rodrigo e colocou o lateral Léo. Com isso, Durval voltou a zaga e o time ganhou mais opções pelo lado esquerdo do ataque.

Mesmo assim, o Peixe voltou em ritmo lento para a segunda etapa. O time pouco criava e quase não levava perigo ao gol adversário. O único momento de alegria da torcida santista no segundo tempo foi o quando o placar da Vila anunciou o gol do Vasco. E foi só…

No próximo jogo, com o time reserva, o Santos enfrenta o São Paulo, domingo, às 17h, no Morumbi. Já o Bahia, no mesmo dia e horário, pega o Ceará, no Pituaçu.

SANTOS 1 x 1 BAHIA

SANTOS:
Rafael, Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo (Léo) e Durval; Henrique, Arouca, Elano (Alan Kardec) e Ganso (Ibson); Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.

BAHIA:
Marcelo Lomba; Marcos, Titi, Paulo Miranda, Ávine; Fahel (Danny Morais), Fabinho, Diones, Ricardinho (Carlos Alberto); Lulinha e Souza (Júnior). Técnico: Joel Santana.

Gols: Souza, aos oito minutos do primeiro tempo e Neymar aos 31 minutos

Cartões amarelos: Bruno Rodrigo, Ganso (SAN); Paulo Miranda, Marcos, Diones, Ricardinho (BAH)

Local: Estádio Urbano Caldeira, Vila Belmiro (SP)

 

 

Arbitragem: Julio Cesar Rodrigues Santos (RS) e José A. Chaves Franco Filho (RS)

*Band

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21