banner
publicidade
publicidade

Bombeiro por telefone ajuda a salvar bebê engasgado com leite em Teixeira de Freitas

Fotos: TV Bahia.

Um bebê de dois meses foi salvo graças ás orientações de um bombeiro passadas via telefone pra os pais do garoto, depois que o mesmo se engasgou com leite em Teixeira de Freitas.

O pequeno Miguel havia se engasgado e a mãe sem saber o que fazer ligou para o Corpo de Bombeiro e para o SAMU. O fato aconteceu no último dia 26 de novembro, e a mãe do garoto, a assistente administrativa Crislane Domingos da Silva, conta que ficou nervosa quando percebeu que, assim que o filho terminou de mamar ele não respirava normalmente, “ele não tava tossindo, estava muito quieto, sem chorar”, relata. Ela, então, ligou para os bombeiros. Do outro lado da linha e o atendente foi passando a orientação para o marido para executar o salvamento.

 

 

Os pais da criança ligaram para o Corpo de Bombeiros e para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que conseguiram orientá-los a realizar os procedimentos para que o pequeno Miguel recuperasse a respiração.

Crislane Domingos da Silva, conta que ficou nervosa quando percebeu que o filho não estava respirando normalmente, logo após ter amamentado a criança. “Ele não tava tossindo, estava muito quieto, sem chorar”, relata. Ela, então, ligou para os bombeiros e do outro lado da linha, o bombeiro Jony Luis Amorim foi passando a orientação para o pai do bebê para executar o salvamento.

“Meu marido foi fazendo e, graças a Deus, ele voltou ao normal”, relembra. Primeiro, o bombeiro orientou que a criança fosse colocada de barriga para baixo e que fossem dados três tapinhas nas costas para que recuperasse a respiração. “Mas ainda assim não estava resolvendo. Ele, o bombeiro, então, pediu para forçar a respiração e meu marido chupou o nariz dele pela boca”, relembra Crislane.

 

Seguindo a orientação do bombeiro, a criança reagiu e começou a respirar”não foi nem preciso a vinda do SAMU”, relembra a mãe do bebê”, meu filho começou a chorar e a tossir, com isso a respiração foi se normalizando.

Depois do susto, a criança foi levada ao médico que constatou que estava tudo normal com o pequeno Miguel, para alívio dos pais. “A médica me orientou que não era refluxo e não era nada. Ela me orientou a dar leite em pouco tempo e com pouca quantidade. Eu estava amamentando muito”, diz Crislane.

Depois do salvamento, o bombeiro que realizou o atendimento por telefone, Jony Luis Amorim, foi conhecer o bebê.

Segundo o bombeiro, esse tipo de emergência não é comum “não acontece com frequência, apesar de ter possibilidade. A gente tenta orientar o máximo que a gente consegue, antes da chegada do socorro”, conta. Jony também afirmou que foi importante ter acalmado a mãe da criança por telefone para que o salvamento fosse executado corretamente.

“Quando é criança de dois meses, orientamos a colocar de barriga para baixo e dar três tapinhas nas costas para que venha a tossir ou até um vomito se for o caso. Depois, o procedimento é fazer boca a boca e massagem cardiorrespiratória”, explicou o bombeiro. Para alegria e tranquilidade dos pais, Miguel está bem, o perigo passou, graças a intervenção rápida do bombeiro.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21