banner
publicidade
publicidade

BR 101, NO SUL DA BAHIA, PODE LEVAR 10 ANOS PARA SER DUPLICADA

BR 101, NO SUL DA BAHIA, PODE LEVAR 10 ANOS PARA SER DUPLICADA

O contrato de concessão da BR-101/ES/BA entre a Eco 101 Concessionária de Rodovias S.A. e a Agência Nacional de  Transportes Terrestres (ANTT) foi assinado em meados de abril, com a presença do Ministro César Borges.

A Eco 101 ganhou a concessão em leilão, que foi realizado em janeiro do ano passado, na BM&FBOVESPA, mas houve recurso da segunda colocada, e abril foi possível assinar o contrato para execução das obras previstas na rodovia.

Na oportunidade, o ministro César Borges disse que as ações agora são destinadas a atender ao usuário da rodovia e destacou a parceria com o setor privado na concessão de trechos da malha rodoviária federal.

Segundo a ANTT,   as obras de recuperação e manutenção da rodovia já começaram.  Mas o problema é que, segundo o contrato, a duplicação da rodovia só estaria pronta no décimo ano da concessão.

O problema é que no projeto de duplicação da rodovia BR-101/ES/BA, está sendo considerado um gatilho temporal que prevê a duplicação  até o 10º ano de Concessão, com pelo menos 93 % duplicado.  Esse período é muito longo e pode reduzir a capacidade da Bahia na atração de novos investimentos em celulose, sendo fundamental que a duplicação seja agilizada.

A concessão consiste na exploração por 25 anos da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade da rodovia BR-101/ES/BA, no trecho de 475,9 km que se inicia no entroncamento da BA-698 no acesso a Mucuri (BA) e se estende até a divisa entre o Estado do Espirito Santo e o Rio de Janeiro.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21