banner
publicidade
publicidade

Brasil joga bem e derrota a fraca seleção do Gabão

O time comandado por Mano Menezes não teve dificuldades para derrotar o Gabão, apenas o 68ª no ranking da Fifa. Sandro e Hernanes marcaram os gols da vitória. O resultado foi justo e traz certa tranquilidade para Mano trabalhar. A Seleção Brasileira viaja ainda hoje para Doha, no Qatar, onde vai enfrentar o Egito em seu último amistoso no ano.



Brasil na frente

A partida começou com um atraso devido a uma queda de energia no estádio em Libreville. O gramado estava em péssimo estado, com buracos e enlameado, principalmente na lateral do campo. Logo no início surgiu a primeira chance brasileira, aos dois minutos, quando após cruzamento da direita, a bola sobrou para Jonas que chutou na rede pelo lado de fora. O Gabão respondeu aos 3 minutos, em contra-ataque rápido no qual o atacante Mouloungui cruzou para boa saída de Diego Alves. O Brasil quase abriu o placar aos 6 em jogada que Jonas lançou para Adriano na linha de fundo, o lateral do Barcelona(Espanha) chutou para a boa intervenção do goleiro gabanês.

Com 10 minutos de partida, as duas equipes imprimiam velocidade e toques rápidos, tornando o jogo dinâmico. A seleção africana chegava junto na marcação, e cometeu algumas faltas duras. A seleção de Mano Menezes tentava arrancadas pelas laterais com Hulk, aberto pela direita, e Adriano, pela esquerda. O primeiro gol canarinho saiu dos pés do voltante Sandro, aos 11. Após confusão na área o volante aproveitou uma bola rebatida da indecisão e falha da zaga do Gabão. O time africano pareceu não sentir o gol, e tentava atacar sempre pelo lado esquerdo da defesa brasileira, além disso, marcava a saída de bola. Em contrapartida, o ataque brasileiro tentava tabelas rápidas e atacava com velocidade.

Moussonoo recebeu apenas cartão amarelo por entrada duríssima em Fábio aos 23. Um minuto depois, Hernanes fez linda jogada individual. Mas, finalizou por cobertura para fora, irritando o treinador brasileiro. Elias quase ampliou aos 29, o meia do Sporting(Portgual) bateu cruzado de esquerda para a defesa de Ovono. Aos 33, o Gabão chegou perto do empate, quando Madinda bateu uma falta na lateral direita da área brasileira e acertou o travessão. Hernanes anotou o segundo gol aos 34 minutos. O meia do Lazio(Itália) cabeceou para o fundo do gol após o goleiro espalmar um chutaço de fora da área de Jonas. Diego Alves praticou uma grande defesa na bonita bonita jogada do camisa 9, Aubameyang, que pedalou e disparou um forte chute. O Brasil diminui o ritmo e administrou o placar no final do primeiro tempo.

Menos emoção

O técnico brasileiro mexeu no intervalo, trocando o lateral-direito Fábio, do Manchester United(Inglaterra), por Alex Sandro. Assim, Adriano foi deslocado para a posição de Fábio. Bruno César quase marcou um gol antológico no começo da etapa final, ao arriscar um chute de antes do meio-campo. A bola passou à direita da meta de Ovono, mas o lance foi aplaudido por Mano.

A partida não tinha o mesmo ritmo do primeiro tempo, o jogo era mais lento e cadenciado. Hulk foi lançado em velocidade aos 11 minutos, após dividir com o goleiro e o zagueiro, levando vantagem, foi puxado pela camisa. O árbitro errou ao não marcar a penalidade.

O time brasileiro começava a chegar perigosamente à meta do Gabão, e Jonas perdeu boa chance aos 13. O destaque gabanês era Aubameyang, que com 20 minutos assustou ao disparar um chute colocado que levou perigo ao gol de Diego Alves. Aos 25, em mais um contra-ataque rápido, Hulk achou Bruno César na área que emendou de primeira para uma bela defesa do goleiro Ovono.

O Gabão se mostrava um time fisicamente forte, mas com grande deficiência técnica. E incentivado pela torcida local, partia para cima do Brasil, que com um bom toque de bola explorava os espaços deixados pelo time africano. A partir da metade do segundo tempo o jogo perdeu em emoção e passou a ficar menos movimentado.
Ficha Técnica

Gabão 0 x 2 Brasil

Local: Estádio D’Angondjé, Libreville (GAB)
Data:10/11/2011
Hora:16h00(de Brasília)

Árbitro: Victor Hlungwani (AFS)
Cartões amarelos: Moussono (GAB), Mbanagoye (GAB); Adriano (BRA)

Gols: Sandro 12’/1ºT (0-1), Hernanes 34’/1ºT (0-2)

Gabão: Ebang, Moundounga, Ebanega, Manga e Moussono; Palun (Moubamba 33’/2ºT), Biyogho (Mbanagoye 41’/2ºT), Madinda e Moulounghi (Nguema 28’/2ºT); Meyé (Cousin 17’/2ºT) e Aubameyang. Técnico: Gernot Rohr.

Brasil: Diego Alves, Fábio (Alex Sandro, intervalo), David Luiz, Luisão e Adriano; Elias (Thiago Silva 41’/2ºT), Sandro (Lucas Leiva 12’/2ºT), Hernanes e Bruno César (William 26’/2ºT); Jonas (Dudu 31’/2ºT) e Hulk (Kléber 25’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

 

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21