banner
publicidade
publicidade

Campanha contra trabalho infantil durante campanha eleitoral

O Ministério Público do Trabalho do Espírito Santo (MPT-ES) está de olho nos candidatos que vão disputar as próximas eleições, principalmente aqueles que aproveitam para explorar crianças e adolescentes como cabo eleitoral durante a campanha. Na próxima terça-feira, o órgão vai lançar a campanha “Vote contra o Trabalho Infantil”. Além disso, o MPT-ES vai incentivar os candidatos que desenvolvam ações para combater a prática de exploração de mão de obra infantil nos seus planos de governo.

Denúncia
A campanha será realizada em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES). E quem presenciar crianças e adolescentes sendo exploradas pelos candidatos vai poder fazer a denúncia por meio do “Pardal Eleitoral”, um sistema criado pelo TRE-ES para que o eleitor possa informar crimes eleitorais durante a campanha. Boa…

Assédio
O vereador Max da Mata (PDB) vem sendo bastante assediado pelos que vão concorrer a prefeito de Vitória. É que ele ainda não definiu se vai ou não disputar a prefeitura. Já esteve conversando com o deputado estadual Luciano Rezende (PPS) e o ex-deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), ambos pré-candidatos na Capital.

Propaganda
É que os pré-candidatos estão de olho no tempo da propaganda na televisão do seu partido, algo em torno de cinco minutos. Max, que levanta a bandeira da juventude e de uma administração transparente, já foi vice de Luiz Paulo na chapa em que concorreram ao Governo do Estado nas últimas eleições. Pode ser que a dobradinha se repita…

Tradição
Pessoal que participou do Seminário da Saúde promovido pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), em Vitória, comeram uma espécie de peixe ralado servido durante almoço no hotel onde aconteceu o encontro. Só que os capixabas tiveram trabalho para explicar que o prato não era moqueca capixaba. Para tirar a dúvida, no jantar, o prefeito João Coser (PT) ofereceu a verdadeira moqueca capixaba aos convidados.

Preparação
Começa, nesta segunda-feira (11), o prazo dado pela Mesa Diretora da Assembleia para que o deputado José Carlos Elias (PTB) se defenda para evitar a perda do mandato. O petebista corre o risco de perder o mandato por não ter feito o pagamento de R$ 131 referente ao custo do processo que responde por improbidade administrativa.

O jornalista Josué de Oliveira conta para os leitores tudo o que acontece nos corredores dos Três Poderes do Espírito Santo


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21