banner
publicidade
publicidade

CARTÓRIOS PRIVATIZADOS SÃO MAIS EFICIENTES, DIZ JORNAL


Dois anos após o início da privatização dos cartórios da Bahia, a promessa de serviços eficientes e rápidos parece, enfim, estar sendo cumprida, pelo menos nas unidades  de propriedade privada. Nas públicas, o atendimento ainda é alvo de constantes reclamações da população, devido às longas filas e à demora. Na última semana, a equipe do jornal A Tarde passou por repartições dos dois tipos para comparar a qualidade do atendimento.

Para um serviço simples, como a abertura de uma firma, por exemplo, o atendimento em um estabelecimento público pode chegar a duas horas, como no 14º Ofício (no Centro Empresarial Iguatemi). Em um privado, o tempo para a realização do mesmo serviço pode ser até de dez minutos, como no 10º Ofício (na Barra).
O funcionário público Fernando Castro, 33, passou duas horas na última quinta-feira  para reconhecer a firma no 14º Ofício. “O atendimento é demorado. Não podemos perder tanto tempo para resolver uma coisa simples”, critica.

Com a privatização, que foi aprovada em 2011, a expectativa da população é que a qualidade no atendimento melhore. O  passo seguinte desse processo acontece no   dia 29 de junho, com o concurso para a escolha de delegatários (titulares de cartórios de notas e registros). Na Bahia, dos 1.556 cartórios, 250 são privatizados. Na capital,  16 das 49 unidades são privadas. (A Tarde)


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21