banner
publicidade
publicidade

Casagrande sabe que Dilma está em uma saia justa

Diante do novo capítulo da novela da repartição dos royalties, que acabou não tendo um final feliz para as receitas do Estado, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), reconheceu que a presidente Dilma Roussef (PT) está em uma “situação delicada”, afinal de contas, são 25 estados pressionando pela sanção do projeto que altera a divisão dos lucros e que causa prejuízos de até R$ 11 bilhões para o Estado. Se não está fácil nem para a presidente, imagina para os capixabas.

Otimismo
Apesar disso, o socialista está confiante de que a presidente irá vetar a proposta. O chefe do Palácio Anchieta irá mandar uma carta para Dilma pedindo ajuda para evitar as perdas de receitas. Além disso, haverá contato pelo telefone e até uma tentativa de encontro pessoal para tentar sensibilizá-la.

Novela que segue
Dilma tem prazo de 60 dias para tomar uma decisão. Enquanto isso, fontes palacianas acreditam que o projeto só deve voltar a ser discutido após o carnaval. A expectativa é que a presidente use o prazo total para se posicionar sobre a medida. Mesmo assim, uma opinião é quase unânime no Palácio: O ambiente não é favorável para o Estado.

Contas que não batem
Especialistas apontam um erro de matemática no projeto que muda a distribuição dos lucros do petróleo. A soma dos percentuais de royalties dá 101% e não 100%. Pela projeção, a União ficaria com 20%, Estados produtores 20%, municípios afetados 3%, produtores com 7%, fundo especial dos Estados 25,5% e fundo especial dos municípios 25,5%. E para se chegar aos 100% será preciso tirar de alguém. E de quem será?

Royalties na Ales
O governador Renato Casagrande anunciou corte de 10% nas despesas de custeio do Executivo e pediu para que os demais poderes sigam o mesmo caminho. No entanto, os deputados, na contra-mão da crise, apresentaram projeto nesta quarta-feira que concede abono de R$ 2 mil para os servidores no mês de dezembro. Papai Noel está bem generoso no Legislativo…

Transição
O prefeito eleito de Vila Velha, Rodney Miranda (DEM), e o atual da cidade, Neucimar Fraga (PR), vão ter o primeiro encontro após o fim da eleição do segundo turno. No encontro, os dois vão começar a definir como serão os trabalhos das duas equipes de transição. O republicano diz que está à disposição para colaborar como nunca aconteceu na história do município. A reunião acontece às 14 horas na sede da prefeitura, em Coqueiral de Itaparica.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21