banner
publicidade
publicidade

Cobertura de esgotamento sanitário avança em Teixeira de Freitas

 

Cobertura de esgotamento sanitário avança em Teixeira de Freitas

Conclusão da segunda etapa de obras está prevista para dezembro. Cobertura será de 75%

 

Inaugurado no último mês de março pelo Governo do Estado, o Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, passa por obras de ampliação de sua estrutura, empreendimento que resultará na ampliação da cobertura de esgotamento dos atuais 15% para 75% na sede municipal. Com 86% das tubulações já assentadas, a previsão de conclusão desta segunda etapa é até o final de 2013. Ao todo, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) investiu, nas duas etapas dos serviços, um total de R$ 86,7 milhões, “um dos maiores investimentos em saneamento realizados no estado”, como destaca o presidente da Embasa, Abelardo de Oliveira Filho.

 

Para minimizar os transtornos de uma obra desse porte, os moradores são comunicados antecipadamente sobre as intervenções e têm à disposição um telefone para informações e reclamações: (73) 3292-6173. Até a conclusão da segunda etapa de obras, equipes sociais da Embasa seguem prestando esclarecimentos à população sobre o andamento dos serviços e sobre a importância do saneamento para a saúde e meio ambiente. Mais de 15 mil moradores de Teixeira de Freitas já foram mobilizados em ações como reuniões comunitárias, palestras educativas, cursos e oficinas de capacitação, etc.

 

Segundo o engenheiro Kiosthenes Pinheiro, gerente na Embasa do Departamento de Obras da Região Sul, este é um tipo de serviço complexo, que leva tempo e traz alguns desconfortos, como poeira, lama e buracos decorrentes das escavações. “Apesar dos contratempos temporários, o resultado deste tipo de ação se traduz em mais saúde e qualidade de vida para a população”, afirma.

 

Na visão de José Félix Filho, presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e Endemias do Extremo Sul, o reconhecimento da importância da obra pela comunidade virá com o tempo. “Não ter que conviver com esgoto a céu aberto é um ganho espetacular, não há como não reconhecer. O que causa desconforto hoje deve ser tolerado com paciência, pois trará benefícios para muitas e muitas gerações à frente”, observa.

 

Responsabilidade cidadã

 

O cuidado com a destinação correta dos efluentes não é de responsabilidade exclusiva da Embasa. De acordo com a Lei Estadual 7.307/98 e o Decreto Estadual 7.765/00, o proprietário ou morador do imóvel é obrigado a fazer a ligação do imóvel à rede pública de esgotamento sanitário, num prazo de até 90 dias, a partir da notificação de disponibilização do serviço. O morador pode realizar a ligação por conta própria, desde que sob supervisão de técnicos da Embasa. Também é possível autorizar a Embasa a executar o trabalho, mediante pagamento parcelado na conta de água e esgoto. Equipes sociais da Embasa realizam visitas domiciliares, quando os moradores assinam documento condizente com a opção assumida.  O serviço também pode ser solicitado através do telefone 0800 0555 195, assim que recebida a notificação da empresa.

 

Características da rede

 

A implantação da primeira etapa do SES de Teixeira de Freitas contou com investimento da ordem de R$ 10,9 milhões. As intervenções feitas pela empresa compreenderam a implantação de 18,7 km de rede coletora, 25,7 km de ramais prediais, três estações elevatórias, estação com capacidade para tratar 24,1 litros por segundo (l/s) de esgoto, além de 2.700 ligações domiciliares. Com investimento de R$ 75,8 milhões, a segunda etapa das obras terá implantação de mais 171,9 km de rede coletora, 89,9 km de ramais prediais, oito estações elevatórias, nova estação de tratamento com capacidade de 260 l/s e mais 18.438 ligações intradomiciliares, além da implantação de emissário de 2 km.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21