banner
publicidade
publicidade

Coletiva de imprensa: prefeito João Bosco e forças de segurança explicam ações para o combate a violência em Teixeira de Freitas

Coletiva de imprensa: prefeito João Bosco e forças de segurança explicam ações para o combate a violência em Teixeira de Freitas

 

Desde o dia 2 de fevereiro, Teixeira de Freitas vem passando por uma onda de crimes contra a vida. Esses assassinatos, muitas vezes divulgados com sensacionalismo por parte da imprensa acabaram por implantar na cidade um clima de medo e insegurança que, segundo as autoridades, traz uma ideia exacerbada do problema da violência. No dia 6 de fevereiro, as principais autoridades de segurança de Teixeira de Freitas e mais o prefeito João Bosco se reuniram com membros da imprensa local, em uma coletiva para mostrar o que está sendo feito para minimizar o problema.

Além de membros da imprensa, estiveram presentes o prefeito João Bosco, Bittencourt, o secretário municipal de Segurança com Cidadania, cel. Bartolomeu Calheiros, o cel. Paulo Silveira, comandante o 13º. BPM, o capitão Farias, da CIPE Mata Atlântica, o delegado Marcus Vinícius Almeida, Coordenador da 8ª. COORPIN, cel. Osíris Moreira Cardoso, Diretor do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas. O tom que passou pela reunião mostrou as autoridades admitindo o momento grave, mas afirmando que o fato era pontual e uma excepcionalidade nesse mês de fevereiro. Levantaram a questão de que havia uma parte da imprensa atuando com sensacionalismo, inclusive fazendo uso político dos episódios, tudo para se colocarem como “salvadores da pátria”.

O delegado Marcus Vinicius e o tenente-coronel Paulo Silveira analisaram a queda nos índices gerais de homicídios de 2013 e 2014 e pontuaram o que está sendo feito para deter a onda de delitos em fevereiro de 2015. Afinal, nesse início do mês, entre 2 a 5 de fevereiro, 6 homicídios foram cometidos. Para o delegado Marcus Vinícius e para o tenente-coronel Silveira, medidas estão sendo tomadas, como a vinda de mais efetivo para a cidade, bem como a presença do Batalhão de Choque. Para eles, a situação é emergencial e medidas emergenciais devem ser tomadas.

O prefeito João Bosco, em fala emocionada, se disse incomodado com os dados e afirmou que está dando todo o apoio às polícias, aliás, como sempre fez. O comandante Paulo confirmou esse apoio. João Bosco exaltou o papel da imprensa e afirmou que apenas um grupo busca apostar no quanto pior, melhor, tendo uma atuação contra a cidade. Jornalistas se manifestaram, preocupados da culpa pela situação ser transferida para a imprensa e as autoridades afirmaram não ser essa a intenção, afirmando que essa prática sensacionalista era apenas de uma minoria. As autoridades pediram que a imprensa não deixe de noticiar os fatos em sua verdade absoluta, mas que o faça com exatidão e sem sensacionalismo, para não instaurar o pânico na comunidade. O representante da CAEMA prometeu que tudo será feito de maneira que a polícia não se transforme, pela atuação truculenta, em mais um fator de medo para a população.

Encerrando a reunião, o prefeito João Bosco agradeceu e nominou os órgãos de imprensa presentes e afirmou que confia na polícia e que, assim que soube dos crimes, estava em Salvador e se dirigiu ao governador, ao Secretário de Segurança e ao Comandante Geral da PM, pedindo providências, todas elas atendidas: “a população pode ficar tranquila, pois todos os órgãos de segurança estão agindo para conter as ações criminosas que estão acontecendo. Teixeira de Freitas não ficará refém de bandidos”, afirmou.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21