banner
publicidade
publicidade

Comunidades rurais apoiadas pela Fibria terão financiamento para criar caprinos e ovinos

Comunidades rurais apoiadas pela Fibria terão financiamento para criar caprinos e ovinos

Cinco comunidades rurais que participam de programa desenvolvido pela Fibria tiveram seus projetos aprovados e vão receber recursos financeiros do Governo da Bahia, pelo projeto Bahia Produtiva

Comunidades rurais do extremo sul da Bahia que participam do Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT), desenvolvido pela Fibria com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar, comemoram a aprovação de seus projetos no edital da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) para implantação da cadeia produtiva de caprinovinocultura (cabritos, cabras, ovelhas e carneiros) de corte e leite. Cinco associações dos municípios de Alcobaça e Nova Viçosa serão beneficiadas com apoio técnico e financeiro, com investimentos de aproximadamente R$ 1,6 milhão em seus projetos.

Os projetos aprovados são das comunidades de Ribeirão, Campo Verde, Sombra da Tarde e Constelação, em Alcobaça; e de Helvécia, em Nova Viçosa. Cada uma receberá R$ 319 mil. As cinco associações reúnem 170 famílias que, com essa nova cadeia produtiva, terão a oportunidade de diversificar sua produção e aumentar sua fonte de renda.

A CAR é uma empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural do Governo do Estado da Bahia e é executora do Bahia Produtiva, projeto que vem realizando ações voltadas a integrar a produção agropecuária às agroindústrias, assim como agregar valor e facilitar o acesso dos produtores aos mercados. O objetivo é promover a inclusão produtiva, a aproximação com os mercados, segurança alimentar e nutricional, melhoria do acesso ao serviço de abastecimento de água e saneamento, infraestrutura básica necessária para apoiar a produção e a comercialização, entre outros.

Sobre o PDRT – O Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT) busca capacitar agricultores familiares, organizados em associações, para desenvolver cultivos diversos e a criação de pequenos animais, contribuindo para incrementar a renda das famílias.

 

O programa é a principal ferramenta de engajamento da Fibria com as comunidades vizinhas às suas operações. Os agricultores recebem assistência técnica e estímulo ao uso de tecnologias de baixo custo e reduzido impacto ambiental, além de incentivo e orientação para o acesso dos produtores a políticas públicas, ampliando as possibilidades de comercialização dos produtos. No extremo sul da Bahia, o PDRT foi implantado pela Fibria em 2011 e conta com 29 associações, atendendo cerca de 1.000 famílias.

 

O trabalho de gestão realizado pela equipe técnica do PDRT ajudou a regularizar a documentação dos agricultores para participar de editais e chamadas públicas. Além da regularização, o trabalho contempla ações de fortalecimento da união dos associados, transparência, prestação de contas e regularidade nas reuniões. Também foi estimulada a criação de um fundo de reserva, com o objetivo de dar mais autonomia e capacidade de investimento da associação em seu sistema produtivo e potencializar a comercialização das associações assistidas.

 

Segundo o consultor Interno de Sustentabilidade da Fibria Narcisio Luiz Loss, a equipe do PDRT fica atenta às oportunidades de participar de chamadas públicas como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), tanto na divulgação dos editais, elaboração das propostas e acompanhamento da apuração junto às associações participantes.

 

“Os editais de projetos também são alvo de acompanhamento pela equipe que, ao identificar oportunidades, leva esses editais para o conhecimento das associações. Com base nas informações recebidas, são avaliadas a participação e o envolvimento da associação com a aquela cadeia produtiva”, disse Narciso.

 

Sobre a Fibria – Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas situadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), esta última onde mantém a Veracel em joint operation com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, opera o único porto brasileiro especializado em embarque de celulose, Portocel (Aracruz, ES). Com uma operação integralmente baseada em plantios florestais renováveis, a Fibria trabalha com uma base florestal própria de 970 mil hectares em áreas localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia, dos quais 343 mil são destinados à conservação ambiental. A Fibria mantém cerca de 18.900 trabalhadores, entre empregados diretos e indiretos, e está presente em 254 municípios de sete Estados brasileiros. Para mais informações, acesse www.fibria.com.br.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21