banner
publicidade
publicidade

Criação de fundo para municípios continua dividindo deputados

A criação do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal continua gerando polêmica na Assembleia Legislativa. A matéria, de autoria do governo, tramita em regime de urgência e muitos deputados estão tentando dificultar a aprovação do projeto. Nesta quarta-feira foi a vez do deputado Euclério Sampaio (PDT) pedir tempo regimental para analisar a proposta com mais rigor. Nos bastidores, há divergências sobre a matéria. Há quem alegue que a medida vai ser usada de forma eleitoral, já que os recursos serão destinados diretamente aos caixas das prefeituras. O governador Renato Casagrande garante, no entanto, que a ideia é acabar com a burocracia e dar um apoio aos municípios prejudicados pela queda de receita com o fim do Fundap.

Disputa por vaga I
A escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Espírito Santo é outro tema que está longe de ser definida. Fontes que circulam pelo cafezinho da Assembleia garantem que o edital para o processo seletivo pode ser questionado na Justiça, já que não há informações claras quanto aos documentos exigidos para a seleção.

Disputa por vaga II
Há dúvidas ainda se todos os candidatos vão ser julgados pelo plenário ou se a Comissão de Finanças fará uma triagem antes com os selecionados. Outro questionamento que se faz é sobre quem poderá fazer perguntas para os concorrentes. Se todos os deputados ou só os membros da comissão.

Incompreendido 
Após declarar que estaria havendo uma antecipação do processo eleitoral devido à formação de um bloco de partidos nanicos , o presidente do PRP, Marcos Alves, diz que foi mal interpretado e que respeita a posição das legendas que participam do bloco. Líderes das siglas já tinham repudiado a declaração de Alves, mas para ele tudo não passou de um mal entendido.

Redução de gasto
A partir da próxima segunda-feira (26) os textos referentes à sessão na Assembleia estarão disponíveis por meio eletrônico. A medida pretende reduzir as despesas da Casa com papel nas atividades do plenário. A economia será de R$ 14 mil por mês com o fim das impressões e Xerox dos processos. O meio ambiente também comemora!

Reaproveitamento 
Os servidores Dante Pretti e Rita Uliana, ambos da subsecretaria de Tecnologia da prefeitura de Vitória, criaram porta-lápis com disquetes que não eram mais aproveitados. Ao invés de ir para o lixo, cerca de 900 objetos foram reaproveitados e acabaram virando sensação entre os servidores. A criação está sendo mais disputada do que pão quente na fila da padaria.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21