banner
publicidade
publicidade

Cruzeiro 3 x 1 Bahia – Raposa respira

Belo Horizonte, MG, 11 (AFI) – O Cruzeiro se livrou de qualquer chance de rebaixamento ao bater o Bahia por 3 a 1, nesse domingo, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa vitória não foi comemorada apenas pela torcida da Raposa, mas pelo palmeirenses que ainda podem alcançar o Tricolor Baiano mesmo depois de terem sido derrotados pelo Fluminense.

Os mineiros chegaram aos 46 pontos e assumiram a nona colocação no Brasileirão, afastando qualquer possibilidade de cair. Já os baianos, com 40 pontos, na 16ª colocação, estão a apenas três pontos do Sport e a sete do Palmeiras. Com apenas mais três rodadas a serem disputadas, apenas Bahia, Portuguesa, Sport e Palmeiras ainda brigam contra o rebaixamento. Figueirense e Atlético-GO já cairam e essas outras quatro equipes tentam se livrar das duas vagas restantes.

 

 

Fahel abre o placar
O jogo começou truncado, e os dois times não demonstravam muita organização tática. O Cruzeiro de Celso Roth, que surpreendeu escalando três atacantes, não conseguia se impor em campo. Tinga, como armador, e os três homens de frente, Martinuccio, Anselmo Ramon e Fabinho, estavam perdidos em campo e a bola pouco chegava com perigo ao goleiro Marcelo Lomba.

O Tricolor Baiano também não estava tomando conta da partida mas abriu o placar em um lance de bola parada. Gabriel bateu um escanteio na marca do pênalti e a bola sobrou para o volante Fahel, que se esticou todo para empurrar para o fundo do gol de Fábio.

Depois do gol baiano, a Raposa tentou reagir e conseguiu até acertar o travessão em um chute de longe do argentino Martinuccio, mas não conseguiu empatar a partida, até o intervalo.

Virada da Raposa
O segundo tempo começou parececido com o primeiro, mas dessa vez foi o Cruzeiro quem marcou, também em um escanteio. Fabinho cobrou o tiro de canto e o centroavante Anselmo Ramon desviou de cabeça. A bola sobrou para o argentino Martinuccio que completou para o fundo do gol, empatando o jogo.

 

O gol animou a Raposa, que foi para cima e conseguiu chegar à virada, aos 22 minutos da etapa final. Em um lindo lance, Anselmo Ramon deu um passe por elevação para Martinuccio que bateu forte, de primeira, sem deixar a bola cair e sem chance de defesa para o goleiro Marcelo Lomba, marcando um golaço que decretou a virada do Cruzeiro.

Pouco depois, quando o time mineiro estava bem na partida, Sandro Silva fez duas faltas duras em lances seguidos. Na primeira, o volante recebeu o cartão amarelo e na segunda, foi expulso. Assim, o Tricolor Baiano passou a ter um jogador a mais e se mandou para o ataque buscando o empate. Mas essa vantagem não durou muito tempo. A cinco minutos do fim do jogo, Mancini agrediu Souza com uma cotovelada e também foi expulso.

Após a expulsão, ainda deu tempo de William Magrão ampliar o placar com mais um belo gol. O volante viu o goleiro Marcelo Lomba adiantado e, de fora da área, bateu por cobertura para matar o jogo.

Próximos jogos
Na próxima rodada, o Cruzeiro vai ao Engenhão enfrentar o Fluminense, que já conquistou o título, após a vitória sobre o Palmeiras nesse domingo. Ao mesmo tempo, o Bahia joga em casa contra a Ponte Preta. Os dois jogos acontecem no próximo domingo, às 17 horas.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21