banner
publicidade
publicidade

Defesa Civil mostra levantamento dos estragos causados pelo assalto à Prosegur

EUNÁPOLIS – Resultado da operação criminosa da última terça-feira, a Rua Dr. Gravatá, local onde fica a sede da transportadora de valores Prosegur em Eunápolis, ainda interditada, é alvo de ações de diversos órgãos públicos responsáveis pelo rescaldo do sinistro. Além das ações periciais a cargo da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros, já estão encaminhadas as ações da Defesa Civil Municipal.

Menos de 72 horas após o assalto, a DCM realizou vistorias em 44 imóveis do local, impactados pelas explosões, sendo 23 casas comerciais e 20 residenciais, além do salão de uma igreja evangélica. As medidas resultaram em 39 notificações e cinco interdições. Diante do forte impacto em sua estrutura, o próprio prédio da Prosegur deve ser demolido, a critério dos inspetores da DCM.

As inspeções foram orientadas pela servidora pública Cristina Tremura, coordenadora da Defesa Civil, com apoio dos engenheiros Arllon Chistian e Victor Correa. Os serviços de rescaldo no local contam ainda com o apoio de outros órgãos da administração municipal, entre eles a  Superintendência Municipal de Trânsito e a Guarda Civil Municipal.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21