banner
publicidade
publicidade

DELCÍDIO FICA MUITO IRRITADO APÓS SABER DE CRÍTICAS DE LULA

Depois de já ter prestado depoimento na Polícia Federal (PF), o senador Delcído Amaral (PT-MS) ficou irritado quando soube das críticas que recebeu do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula teria dito que foi uma “grande burrada” as tentativas de Delcídio de impedir que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró o delatasse. Delcídio acabou preso na quarta-feira, acusado de tentar atrapalhar a investigação. Segundo a PF, Delcídio não prestará novo depoimento nesta sexta-feira. Hoje, ele recebeu visita de assessores e advogados hoje (27).
O senador negou que tenha procurado ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a libertação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. E disse que apenas prometeu ajudar, para dar palavras de conforto ao filho dele, Bernardo Cerveró. Questionado se tinha interesse na soltura do ex-diretor da Petrobras, preso em Curitiba em decorrência da Operação Lava-Jato, Delcídio respondeu que sim, mas por motivos pessoais, por já ter trabalhado com ele na Petrobras e por presumir o sofrimento pessoal que vinha sofrendo. Em resumo, por “questões humanitárias”. As informações são da “Globo News”, que teve acesso ao termo do depoimento. Ele confirmou participação em reuniões gravadas.
Delcídio foi preso na quarta-feira, por tentar atrapalhar a investigação da Lava-Jato. Em reunião ocorrida em 4 de novembro, Delcídio prometeu a Bernardo Cerveró, filho de Nestor Cerveró, ajuda para libertar seu pai, preso em Curitiba. Também prometeu dinheiro e auxílio para que ele fugisse para a Espanha. Bernardo gravou a conversa e depois entregou o áudio à Procuradoria Geral da República (PGR). “Agora, Edson (Ribeiro, advogado de Cerveró) e Bernardo, é, eu acho que nós temos que centrar fogo no STF, eu conversei com o Teori (Zavascki, ministro do Supremo), com o (ministro Dias) Toffoli, pedi pra ele conversar com o Gilmar (Mendes, outro ministro do STF). O Michel (Temer, vice-presidente da República) conversou com o Gilmar também, porque o Michel tá muito preocupado com o (ex-diretor da Petrobras) Zelada”, afirmou Delcídio na conversa gravada.
Na última quinta-feira (26), questionado sobre isso, Delcídio disse que apenas prometeu conversar com os ministros, mas não o fez. Segundo o senador, foi Bernardo quem pediu ajuda para libertar o pai. Delcídio também disse no depoimento que procurar ministros do STF seria infrutífero. A respeito da citação a Michel Temer, ele afirmou que tinha informações de que o vice-presidente seria próximo a Zelada, que também foi preso durante as investigações da Lava-Jato. Questionado que relações próximas seriam essas, Delcídio não quis se manifestar.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21