banner
publicidade
publicidade

Deputado preso ao descer no Aeroporto JK, em Brasília

Marta Nobre, Edição

A Polícia Federal prendeu pouco antes das 14 horas desta terça-feira, 6, em Brasília, o deputado federal Celso Jacob, do PMDB do Rio de Janeiro. Ele mal desembarcou no Aeroporto JK, quando ouviu a voz de prisão. Jacob foi condenado em meados de maio pelo STF a sete anos e dois meses de reclusão pelos crimes de falsificação de documento público e dispensa de licitação.

A condenação foi por crimes praticados por Jacob quando ele era prefeito de Três Rios. A ordem de prisão partiu do ministro Edson Fachin, do STF, e foi cumprida na frente de outros parlamentares que viajavam no mesmo voo.

Uma comissária de bordo perguntou no sistema de som do avião quem era Celso Jacob e pediu que ele se identificasse. Os agentes da PF estavam esperando o deputado do lado de fora do avião.

Jacob se notabilizou no começo do ano ao comparar, num grupo de WhatsApp de deputados do PMDB, o tratamento dispensado pelo Palácio do Planalto a eles com a “filha da empregada pobre mas gostosa”, que “só serve para comer e depois nem fala mais”.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21