banner
publicidade
publicidade

ELEIÇÃO NA FIEB TOMOU CUNHO POLÍTICO E A DISPUTA SE DÁ VOTO A VOTO

ELEIÇÃO NA FIEB TOMOU CUNHO POLÍTICO E A DISPUTA SE DÁ VOTO A VOTO

A eleição para a Presidência da  Federação das Indústrias do Estado da Bahia, que ocorre no próximo dia 28 de janeiro, está disputadíssima e será decidida por dois ou três votos de diferença.

A disputa entre o atual presidente, José de Freitas Mascarenhas e um dos vice-presidente da casa, Carlos Gilberto Farias,  tomou ares de embate eleitoral não só porque está em jogo um orçamento anual de R$ 700 milhões, mas também porque o governo do Estado assumiu ostensivamente o apoio a uma das chapas, no caso a de Farias.

Embora o governador Jaques Wagner não se manifeste sobre o assunto, alguns secretários estão em campo arregimentando votos ã favor do candidato oposicionista. Sentido a força da disputa,  o atual  Presidente, José Mascarenhas, se mobiliza como nunca não só mostrando as deficiências do seu competidor, como aparecendo para o público.

Ontem, por exemplo,  Mascarenhas  esteve na Rede Bahia, discutindo os principais problemas da indústria, sendo um dos entrevistados do jornal matinal da empresa nesta quinta-feira.

O atual presidente também foi ao ataque direto contra seu opositor e o Bahia Econômica recebeu a carta por ele enviada aos diretores da Federação e aos presidentes de Sindicatos da Indústria onde, rebatendo declrações, afirma que Farias demonstra total desconhecimento do sistema FIEB e do trabalho que vem sendo realizado pela diretoria.

Mascarenhas rebate ponto por ponto as críticas do opositor e, lembrando sua condicão de vice presidente,  o acusa de  descaso em relação à entidade. Alguns conselhereiros viram na reacão de Mascarenhas uma demonstração da força do candidato opositor, mas outros dizem que demonstra apenas que ele deixou a postura imperial e está no ringue disputando cada round da luta eleitoral.

Farias está focando sua campanha na ideia de que representa os pequenos sindicatos e cunhou a expressão “a revolta dos pequenos” acenando com a ideia de que representa aqueles grupos que não são ouvidos pela atual administração. Os situacionistas dizem, no entanto, que a força de Farias está apenas no apoio que recebe do governo estadual.

Mascarenhas diz que nunca faltou apoio aos pequenos sindicatos e afirma peremptoriamente que nunca a Fieb foi tão interiorizada quanto na sua gestão.

O fato é que a disputa vai ser decidida no último minuto e que deixou de ser apenas uma disputa empresarial e adquiriu um perfil nitidamente político, o que pode ser visto na aproximação crescente de Mascarenhas ao grupo do Prefeito ACM Neto e no alinhamento total de Farias a segmentos do governo Jaques Wagner.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21