banner
publicidade
publicidade

ELEIÇÃO PARA PRESIDÊNCIA DA ALBA DEVE POLARIZAR RUI E NETO

Os bastidores da Assembleia Legislativa da Bahia continuam movimentados com a eleição para presidência da casa que acontece em fevereiro de 2017. Os partidos da base do governo e da oposição começam a se articular para a sucessão de Marcelo Nilo (PSL), que está concluindo o seu quinto mandato no comando da Casa. Desta vez, a eleição no Poder Legislativo ganha importância adicional porque estarão no jogo representantes dos projetos políticos do governador Rui Costa (PT) e do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) – virtuais adversários na campanha para governador em 2018.
Na eleição municipal deste ano, a oposição conseguiu se reposicionar e derrotou o governo em importantes colégios eleitorais, como Salvador e Camaçari. O Democratas (DEM), por exemplo, tinha nove prefeitos entre as 417 cidades baianas e terá 34 representantes a partir de 2017. Já o PT, que tinha 93 prefeitos, só conseguiu eleger 39 gestores este ano. É neste contexto que as candidaturas já começaram a ser postas na Assembleia.

Do lado do governo, que contará com uma bancada de 41 parlamentares, estão os nomes dos deputados Pastor Sargento Isidório (PDT), Luiz Augusto (PP), e Marcelo Nilo (PSL). Os dois primeiros com discursos pela unidade e renovação no comando da Casa, depois de dez anos de gestão consecutiva de Nilo. Do lado da oposição, com 22 representantes, o deputado Marcell Moraes (PV) já lançou seu nome. Mas o líder da bancada, Sandro Régis (DEM), diz que as lideranças da oposição ainda não conversaram. Régis negou interferência de ACM Neto no processo, mas as conversas deverão passar pelo crivo do prefeito, dentro da estratégia que o demista vem construindo para 2018.(A Tarde)


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21