banner
publicidade
publicidade

Em belo clássico, Fla vence Vasco

Numa partida de tempos distintos e muitas possibilidades, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 1, no Engenhão. Deivid abriu o placar para o Flamengo no primeiro tempo, Diego Souza empatou na etapa complementar e no último minuto, Ronaldinho, cobrando pênalti, fez o gol da vitória num clássico emocionante. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 18 pontos e avançou às semifinais. O cruz-maltino, por sua vez, caiu para a segunda posição do grupo B e precisa vencer o Nova Iguaçu, em Moça Bonita, no próximo domingo, para buscar a classificação.

Fla começa melhor e abre o placar

O Fla iniciou o jogo buscando a iniciativa. Em contrapartida, o Vasco se fechava para sair em velocidade nos contra-ataques. Aos 3 minutos, em boa articulação rubro-negra, Ronaldinho acionou Junior Cesar pela esquerda, que cruzou para Deivid cabecear e obrigar Fernando Prass a protagonizar bela defesa.

O Vasco respondeu aos 11 minutos. Eder Luis puxou contragolpe desde o meio campo, deu dois dribles desconcertantes, invadiu a área e cruzou para Leonardo Moura aliviar.

Com predomínio da posse de bola, o Flamengo teve paciência para abrir o placar. Aos 16, em jogada que passou por quase todos os jogadores do setor ofensivo da equipe, Kleberson dominou na intermediária e tocou para Vagner Love, de costas, girar em cima de Rodolfo. O camisa 99 chutou rasteiro e Prass desviou com os pés. Na sobra Deivid, oportunista, colocou no fundo das redes: 1 a 0 Flamengo no Engenhão.

O time de São Januário tentou empatar aos 19. Thiago Feltri levantou e Alecsandro cabeceou por cima da meta defendida por Felipe.

A vantagem da equipe de Joel Santana no placar não foi suficiente para modificar o panorama do jogo. O Fla continuava com o predomínio e o Vasco não conseguia partir para cima. O jogo adotou um ritmo lento, até que aos 26, Felipe Bastos chutou firme de longe e a bola passou perto.

O lance animou o Cruz-maltino, que finalmente conseguiu pressionar. Com 30 minutos de jogo, foi a vez de Thiago Feltri arriscar em lance que desviou e foi a escanteio. No minuto seguinte, Willian Barbio foi derrubado na entrada da grande área. Alecsandro cobrou e acertou a barreira. Nessa altura, os papeis se inverteram. O Vasco passou a ter a posse o Fla se armou para surpreender nos contra-ataques.

Aos 40, ótimo ataque do Flamengo: Ronaldinho lançou Love por trás da zaga. O atacante invadiu a área, fintou Renato Silva e chutou rasteiro. Fernando Prass rebateu e Deivid, impedido, completou para as redes. O lance foi corretamento anulado pela arbitragem. Um minuto depois, nova investida flamenguista. Deivid chutou firme da intermediária e Fernando Prass segurou. A resposta do Vasco veio aos 42, Eder Luis recebeu na entrada da área e chutou rasteiro bola que passou rente a meta adversária.

O juiz encerrou o primeiro tempo de uma partida que não chegou a ser dinâmica, porém teve interessantes opções.

Jogo esquenta e Fla chega à vitória no último minuto

O Vasco voltou para o segundo tempo com uma modificação. Cristóvão tirou Willian Barbio e efetivou Diego Souza em seu lugar. Aos quatro minutos, brilhou a estrela do treinador. Alecsandro chutou para o gol da intermediária, a bola desviou, encobriu o zagueiro Welliton e Diego Souza chegou com velocidade para concluir no canto esquerdo de Felipe e empatar.

O gol animou o Cruz-maltino e aos seis minutos, Felipe Bastos chutou do meio campo para fora. Aos sete, Diego Souza invadiu a área cruzou na saída de Felipe e a zaga rubro-negra aliviou. O momento era do Vasco e de um Diego Souza inspirado.

O Flamengo aos poucos foi se recuperando do susto e em boa jogada de Ronaldinho aos 14, o camisa 10 cruzou, a bola bateu em Prass, na zaga e sobrou para Bontinelli finalizar, mas o lance acabou desviado. Aos 15 minutos, Love sofreu falta perigosa na intermediária. Ronaldinho cobrou com precisão na trave direita de Fernando Prass.

O Fla cresceu no jogo e começou forte pressão. Aos 18, Ronaldinho invadiu, cruzou e Fagner tirou. Na jogada seguinte, foi a vez de Bottinelli cruzar, Gonzalez cabeceou e Love desviou. Fagner tirou em cima da linha.

Quando o juiz parou a partida para a parada técnica, o clássico havia se tornado num grande jogo. Os primeiros dez minutos de superioridade cruz-maltina, a segunda metade, rubro-negra.

O jogo reiniciou e o ritmo era de lá e cá. Aos 23, Renato Silva deu bobeira e perdeu a bola. Eram três flamenguistas contra três vascaínos, porém Deivid optou pelo chute e carimbou a defesa. Aos 24, Felipe Bastos chutou forte e a bola descaiu, assustando o Flamengo.

Os técnicos decidiram mudar suas equipes aos 26. No Vasco, Fellipe Bastos saiu para a entrada de Allan. No Flamengo, Bottinelli deu lugar a Luiz Antônio.

Aos 30, Fernando Prass saiu jogando errado e entregou para Devid que chutou e quase marcou.

O ritmo do jogo diminuiu e o Vasco passou a ter o controle das ações, porém, aos 37, Rodolfo fez falta em Vagner Love na meia lua. Ronaldinho cobrou na barreira. Na sobra, o próprio R10 acionou Love que cruzou e a zaga cruz-maltina desviou para fora.

Aos 40, Allan fez uma jogada de cinema e acertou uma lambreta para cima de Júnior César, invadindo a área a chutando para bela defesa de Felipe. Na volta, Ronaldinho descolou lindo lançamento para Leo Moura, que invadiu a área livre e chutou ao lado do gol.

Nos acréscimos, Leonardo Moura invadiu a área, driblou Fernando Prass e sofreu pênalti. Na cobrança, Ronaldinho com categoria fez o gol da vitória rubro-negra. Um belo clássico no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 2 FLAMENGO

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 7/4/2012 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Francisco Pereira de Souza (RJ)
Renda/público: R$ 302.734,00 / 10.461 pagantes
Cartões amarelos: Renato Silva, Thiago Feltri, Alecsandro (VAS); Léo Moura, Kleberson (FLA)
Cartões vermelhos: Não teve
GOLS: Deivid, Diego Souza e Ronaldinho

VASCO: Fernando Prass, Fagner (Nilton), Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos (Allan); Eder Luis, Alecsandro e William Bastos (Diego Souza). Técnico: Cristovão Borges.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Willians (Rômulo), Kleberson, Bottinelli (Luiz Antônio) e Ronaldinho; Deivid (Diego Maurício) e Vagner Love. Técnico: Joel Santana


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21