banner
publicidade
publicidade

Entrevista:Roney (Roninho): “Se o povo quiser, serei candidato a prefeito do Prado em 2012″

O advogado Roney Santana Moreira (Roninho) afirma que o seu interesse pela política começou junto com a sua vida profissional. Ele foi convidado para ser procurador do município pelo então prefeito Wilson Alves Brito, hoje secretário de Desenvolvimento e Integração Regional do governo Jaques Wagner. “Na última eleição para prefeito, apoiei o candidato Jonga, que foi vitorioso. Fui convidado por ele para assumir novamente a procuradoria do município”, disse Roney, salientando que a sua relação com o Prado foi profissional, mas que sempre foi procurado pelas pessoas mais humildes, não para pedir algo, mas para solicitar esclarecimentos sobre questões jurídicas. “Atuo até como psicólogo, ouvindo os problemas das pessoas. Dessa relação com o povo surgiu meu nome como possível candidato às eleições de 2012”, explicou.

O advogado destaca que não pertence a grupos, mas que existem lideranças que o apóiam numa provável disputa pela sucessão municipal. “São pessoas como Jaime das Ostras, que apoiou Wilson Brito, como Antonio Vasconcelos, que apoiou Jonga, e outras que não apoiaram ninguém e ficaram neutras porque não queriam ficar na mesmice e hoje manifestam apoio à minha pessoa. Não existe classe social, são pessoas simples e também pessoas de melhor padrão de vida, é um grupo mesclado. Com relação a partidos, fui convidado pelo vice-governador Otto Alencar a conduzir o PSD no Prado, o que me deixou honrado por ser um partido de destaque na política nacional”, afirmou.

Partidos

Roninho salienta que, além do PSD, recebeu convites de outros presidentes para representar partidos menores no município do Prado. “Também me reuni com o presidente do PRP, Jorge Aleluia, em Salvador; com o presidente do PSDC, Antonio Albino, e terei encontros com outros presidentes de partidos já homologados pelo TSE, justamente pelo fato do PSD estar em formação, recolhendo assinaturas de pessoas favoráveis á criação do partido. Se o partido estiver homologado pelo TSE e estiver apto a concorrer às eleições de 2012, serei candidato pelo PSD, partido representado aqui na Bahia pelo vice-governador”, declarou.

Sobre a conjuntura política que se desenha para o próximo pleito, disse que existem comentários acerca de alguns nomes, mas ainda nada oficial. “Dizem que o secretário Wilson Brito deverá apoiar a filha; provavelmente o prefeito também tem interesse na reeleição. O que posso afirmar é que jamais serei candidato por vaidade. Vivemos num país democrático e o povo tem que ser respeitado. Se os números das pesquisas mostrarem que o povo me quer, serei candidato, porém se esses dados apontarem para outro candidato terei a humildade de apoiá-lo ou compor, mas sempre respeitando a população e visando o melhor para o Prado”, enfatizou.

Oposição ao atual prefeito

Sobre o atual prefeito, disse que não existe possibilidade de composição. “Com o candidato Jonga não, porque eu sei que o povo do Prado está sofrendo, está na UTI. Não posso desrespeitar essa população por meras conveniências, interesses pessoais. O povo quer mudança, assim sendo existe o meu nome, como existe o da filha de Wilson Brito, como existe André Pedrosa, entre outros. Democracia é isso, a vontade popular em primeiro lugar”, explanou.

“O que me fez afastar do prefeito é o prometer e não cumprir, marcar e não chegar, promessas de campanhas não honradas. Recentemente, estive em Corumbau e fiquei chocado ao saber que um pescador, que teve um esporão de um peixe cravado no dedo, teve que se dirigir a Itamaraju, porque no posto de saúde daqui sequer tinha uma gaze ou esparadrapo, coisas as quais enxergo nem como caso de incompetência, mas como falta de respeito ao cidadão. Não posso ser conivente e por isso é que resolvi não mais vir a apoiar o atual prefeito”, garante, ressaltando: “Sempre trabalhei de forma correta, limpa, nunca participei de malandragem e falcatruas, por isso é que tive independência de sair de cabeça erguida e me colocar à disposição do povo, o que seria impossível se tivesse rabo preso”, acrescentou.

Roney disse ainda que o critério para avaliar a possibilidade de uma candidatura é o embasamento nas informações de pesquisas sérias, de institutos idôneos, não de pesquisas manipuladas, de acordo com interesses particulares. “Pesquisas bem feitas que escutem a população da zona rural e dos distritos como Guarani, Corumbau, Cumuruxatiba e outros menores e também da Sede, nos bairros onde vivem os moradores tradicionais”, frisou.

Emprego, educação e saúde

Ele considera que o cidadão não quer esmola, quer dignidade, como emprego, saúde, educação, serviços que não estão sendo devidamente prestados à cidade. “Recentemente, me disseram que uma escola desabou, expondo crianças a risco de vida ou de serem gravemente feridas. Além disso, se verifica distritos com PSF sem equipamento básico e na clínica odontológica do município os funcionários vão apenas bater o ponto, porque não têm aparelhagem, equipamentos. Caso seja candidato, as minhas propostas serão voltadas para o emprego, a educação e a saúde”, informou.

Para Roney, independente do tamanho do município, do destaque que tenha financeiramente, o prefeito não se deve acomodar com a arrecadação mensal, devendo buscar parcerias com os governos estadual e federal. “Todavia não se pode justificar que os recursos são poucos. Cidades como Alcobaça, que arrecadam menos que o Prado, vem dando exemplos de excelente gestão. O problema não está na quantidade de verbas, mas na forma como são empregadas, nas preferências dadas pelo gestor ouvindo o povo, que no caso do Prado não estão corretas, pois a saúde e a educação se encontram em estado precário”, considerou.

Turismo

Sobre o turismo, afirmou que gera emprego aos nativos, inclusive de carteira assinada, por isso é que merece uma atenção diferenciada. “O prefeito tem que promover eventos para fomentar o turismo, fortalecendo a rede hoteleira e os restaurantes. Turistas saem de São Paulo, do Rio de Janeiro e de outras regiões com destino a Porto Seguro; quando se informam da distância para o Prado, se desestimulam a conhecê-lo, daí a importância da reativação do aeroporto de Caravelas, que é uma das minhas bandeiras”, pontuou.

No tocante ao calendário de eventos municipal, afirmou que tem ouvido comentários que dão conta de que eventos como Moto Fest não têm recebido apoio do prefeito. “Pretendo criar novas datas, como a Festa da Cidade, realizando shows não só no centro da cidade, mas também nos bairros como São Sebastião, São Braz e outros. Os moradores também precisam de atenção e lazer, não só os turistas”, enfatizou.

“Sou advogado e estou à disposição do povo, não existe dia, não existe hora. O meu telefone é conhecido por todos. Se tiver a felicidade de ser escolhido pelo povo, farei uma administração moderna, trilhando pelo caminho da honestidade, respeitando sempre a vontade do cidadão e procurando ser humano e justo”, concluiu.

Pedro Ivo Rodrigues/Jadilson Moraes – O Sollo


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21