banner
publicidade
publicidade

ESTADO ECONOMIZA R$ 2,2 MILHÕES REAPROVEITANDO BENS PERMANENTES

ESTADO ECONOMIZA R$ 2,2 MILHÕES REAPROVEITANDO BENS PERMANENTES

O reaproveitamento de bens permanentes pelo Estado, ao invés de adquirir produtos novos, gerou uma economia de R$ 2,2 milhões, entre 2015 e 2016. Ao todo, 8.300 bens como móveis, equipamentos e até veículos, que ficaram sem serventia em órgãos públicos, foram disponibilizados para serem usados por outras unidades. O programa de reaproveitamento de bens permanentes é administrado pela diretoria de material da Secretaria da Administração (Saeb), que utiliza o Sistema de Administração de Patrimônio (Siap) para controlar o patrimônio do Estado.
No almoxarifado, os bens são classificados por categoria, armazenados e ficam à disposição dos órgãos interessados. Todas as sextas-feiras o galpão fica aberto para vistoria dos produtos. O gestor do órgão público que se interessa por algum dos bens disponível faz a reserva, assina um termo de reaproveitamento e leva o produto.Apenas nos primeiros cinco meses deste ano, 5.793 bens foram reaproveitados, gerando uma economia para o estado de R$ 1.269 mi. No ano passado, 2.507 bens permanentes foram reaproveitados pelo Estado, com uma economia estimada em R$ 1 milhão. Em menos de um ano e meio, o total de bens reutilizados foi de 8.300, gerando a economia de R$ 2.269 milhões.
O volume de bens disponível para reaproveitamento aumentou muito em função dos órgãos públicos que foram extintos, no início de 2015, na reforma administrativa promovida pelo Governo. O objetivo da reforma foi otimizar a máquina pública, melhorando a qualidade do gasto, diminuindo custos. A reutilização de bens proveniente desses órgãos extintos gerou economia para os cofres do Estado.
Entre os bens mais procurados estão veículos, móveis como cadeiras, armários e mesas, além de aparelhos de ar-condicionado, bebedouros e eletrodomésticos a exemplo de geladeira e forno microondas. Equipamentos mecânicos, peças e máquinas também são muito procurados. Os órgãos que manifestam maior demanda pelos bens reaproveitados são os pertencentes à Secretaria da Segurança Pública (SSP), como batalhões da Polícia Militar e delegacias de Polícia Civil, além de escolas e colégios estaduais, pertencentes à Secretaria de Educação. Um exemplo foi o Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), extinto em 2015. Apenas com o órgão o Governo reaproveitou 891 bens permanentes, economizando R$ 660 mil.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21