banner
publicidade
publicidade

Ex-prefeito de Porto Seguro não presta contas de recursos repassados a entidades civis

Ex-prefeito de Porto Seguro não presta contas de recursos repassados a entidades civis

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta terça-feira (23/04), votaram pela procedência do termo de ocorrência lavrado contra o ex-prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal Andrade Borges, em face de irregularidades cometidas no exercício de 2008.

O relator do processo, Conselheiro Fernando Vita, solicitou encaminhamento ao Ministério Público, além de imputar ao gestor multa de R$ 2 mil e ressarcimento, com recursos próprios, do montante de R$ 151.500,00. Ainda cabe recurso da decisão.

O termo foi lavrado pela 1ª DCTE (Divisão de Controle Externo) em referência à determinação contida no Parecer Prévio nº 797/10, que opinou pela rejeição das contas de Porto Seguro, versando sobre repasses irregulares às entidades civis Instituto “NF Nossas Filhas”, no valor de R$ 1.500,00 e “Liga de Futebol de Porto Seguro”, no montante de R$ 150.000,00, totalizando R$ 151.500,00.

Ocorre que o ex-prefeito de Porto Seguro não fez apresentação das respectivas prestações de contas, em descumprimento ao que determina os arts. 4º e 5º da Resolução TCM nº 1121/05 e art. 26 da Lei Complementar nº 101/00.

A despeito de sua notificação regular, deixou o gestor transcorrer o prazo que lhe foi concedido, sem qualquer manifestação ou defesa em relação aos fatos apontados, entre eles a não apresentação de documentos que pudessem justificar tais dispêndios.

Íntegra do voto do relator do termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Porto Seguro.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21