banner
publicidade
publicidade

FHC PREGA RENOVAÇÃO “GERACIONAL” E RECHAÇA NOVA CANDIDATURA

FHC PREGA RENOVAÇÃO “GERACIONAL” E RECHAÇA NOVA CANDIDATURA


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) rechaçou a tese de que poderá novamente ser candidato ao Palácio do Planalto. O tucano tratou o assunto como um “despropósito” e defendeu a necessidade de uma renovação profunda nos quadros da política, não só de nomes, mas geracional.

A fala é uma resposta a um movimento iniciado por um de seus mais antigos assessores, Xico Graziano. Em artigo publicado na Folha desta quinta-feira (3), Graziano defendeu a candidatura de Fernando Henrique em 2018 e foi além, apontando FHC como a melhor opção caso o governo de Michel Temer seja interrompido pela Justiça Eleitoral.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) analisa uma ação iniciada pelo PSDB após as eleições de 2014, na qual o partido questionava o abuso de poder econômico e político na campanha em que Aécio Neves (PSDB-MG) foi derrotado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O alvo da ação, porém, não é apenas a petista, mas a chapa que disputou a eleição. Uma condenação, portanto, poderia atingir o presidente Michel Temer. Se isso ocorrer após a metade do mandato, ou seja, a partir de janeiro, o novo presidente será eleito de forma indireta pelo Congresso.

“Seria Fernando Henrique, com certeza. Ele prepararia o caminho rumo ao porvir”, afirma Graziano. O texto causou espanto no Planalto e no Congresso. A bancada do próprio PSDB reagiu ao artigo dizendo que ele enfraquecia o governo e estimulava a desconfiança. Em sua página na internet, FHC se apressou em dizer que “jamais” cogitou concorrer novamente e que ninguém o “consultou sobre o tema”. (Folha)


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21