banner
publicidade
publicidade

FIBRIA DIVULGA RELATÓRIO 2014 E APRESENTA PILARES ESTRATÉGICOS PARA O PRÓXIMO CICLO DE CRESCIMENTO

FIBRIA DIVULGA RELATÓRIO 2014 E APRESENTA PILARES ESTRATÉGICOS PARA O PRÓXIMO CICLO DE CRESCIMENTO

 

São Paulo, 23 de junho de 2015 – “Novo olhar para o Futuro”. Esse é o tema do Relatório 2014 da Fibria, empresa brasileira de base florestal e líder mundial na produção de celulose de eucalipto, que apresenta as principais conquistas e desafios, riscos e oportunidades, estratégias e seus desdobramentos operacionais e de negócios, sua governança corporativa, o desempenho econômico-financeiro, as ações de responsabilidade socioambiental e a geração de valor na organização e fora dela.

 

Criada em 2009, a partir da incorporação da Aracruz Celulose S.A pela Votorantim Celulose e Papel S.A (VCP), a Fibria completou cinco anos em 2014 e apresenta pela primeira vez no relatório integrado suas estratégias para o próximo ciclo de crescimento. Segundo o presidente da Fibria, Marcelo Castelli, o “Novo olhar para o futuro” da empresa é sustentado por três pilares: excelência operacional, crescimento e diversificação, com a busca constante por novos caminhos.

 

“Encerramos 2014 com o fortalecimento da imagem da Fibria e muito mais credibilidade no mercado de capitais. Isso coroa um processo de cinco anos na busca pela solidez financeira, um fator fundamental para o crescimento com sustentabilidade da companhia. Para isso, queremos maximizar nosso valor nas frentes em que já atuamos, por meio de ações de melhoria contínua, e buscar iniciativas transformacionais que permitam à empresa iniciar um novo ciclo de crescimento. Para isso, vamos levantar possibilidades dentro do negócio de floresta plantada, investindo em inovação e em novos negócios, pensando sempre em formas de fazer mais com menos”, afirma Castelli.

 

O Relatório 2014 da Fibria foi preparado de acordo com as diretrizes G4 da GRI (Global Reporting Initiative) e do IIRC (International Integrated Reporting Council), que são consideradas as referências globais para a produção desse tipo de documento. Inovador, com versões online e impressa, bilíngue (português e inglês) e com uso de infográficos para traduzir informações complexas de uma forma mais agradável aos leitores e internautas, os relatórios da Fibria são reconhecidos pela excelência. A versão de 2013 (divulgada em 2014) foi considerada uma das dez melhores do mundo e, ainda, a oitava mais criativa, segundo o Corporate Register Awards 2015, que reúne o maior diretório global on-line de reports de companhias.

 

O Relatório 2014 da Fibria é uma importante ferramenta para apresentar para os diversos públicos de interesse da companhia (os chamados “stakeholders”) as conquistas e desafios da empresa de forma integrada, aliando aspectos econômicos, sociais e ambientais. Essa mensagem é destacada pelo presidente do Conselho de Administração da Fibria, José Luciano Penido, no documento.

 

“Como empresa de base florestal, o balanço entre ganhos econômicos, sociais e ambientais é algo que permeia a cultura da Fibria e está diretamente ligado a todas as nossas decisões de negócio. Na operação industrial, trabalhamos com tecnologias de ponta. Em nossas florestas, investimos em certificações florestais e inovações no manejo. Além disso, podemos citar ações que envolvem outras partes da sociedade, como a inclusão de programas sociais com desenvolvimento territorial para geração de renda. Isso tudo é resultado de uma visão empresarial centrada na busca pelo lucro admirado, procurando não só dar retorno aos acionistas, mas também trazer benefícios aos nossos públicos de interesse e, por consequência, incrementando a reputação da empresa. Para nós, a reputação é valor real e, por isso, deve ser um assunto presente em todas as dimensões do negócio. Na Fibria, adotamos o conceito de lucro admirado e, por meio de nossas ações ao longo desses cinco anos, conseguimos conquistar reconhecimento e gerar valor para as partes interessadas”, destaca Penido.

 

O Relatório 2014 da Fibria conta com dois pareceres externos de referências mundiais em sustentabilidade, que avaliaram de forma isenta e independente o conteúdo do material.

 

“De forma equilibrada, são abordadas algumas das principais ferramentas de gestão como o papel das certificações, dos índices de sustentabilidade, além dos instrumentos de reporting e suas derivações como a matriz de materialidade. O Relatório indica o efetivo uso dessas ferramentas na gestão das florestas, fabricas e seus entornos. Não parecem ser meros instrumentos de exposição empresarial”, afirmou o biólogo e mestre em Administração de Empresas pela FEA-USP, Roberto S. Waack, que é fundador e presidente do Conselho de Administração da Amata S.A e membro dos conselhos do GRI, IBGC, Instituto Ethos, WWF-Brasil e ISE Bovespa.

 

“A Fibria tornou-se hoje um importante elo em uma longa cadeia de valor global que começa nas florestas locais e se estende até os consumidores de diversos tipos de papeis utilizados na educação, higiene e saúde no mundo todo. Seu relatório integrado referente a 2014, “Um novo olhar para o futuro”, é um esforço legítimo em direção ao objetivo da companhia de gerar “lucro admirado” no futuro próximo e de divulgar tais resultados de uma maneira transparente e integrada a todos os seus principais públicos de interesse”, analisa o economista indiano Pavan Sukhdev, fundador e CEO da GIST Advisory, principal autor do relatório “The Economics of Ecossystems and Biodiversity (TEEB), da Organização das Nações Unidas (ONU), e autor do livro “Corporação 2020”.

 

O download completo do Relatório 2014 da Fibria pode ser obtido em: www.fibria.com.br/r2014.

 

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-venture com a Stora Enso.

 

Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas (MS), que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,75 milhão de toneladas de celulose por ano. A previsão é que a nova fábrica, que terá investimentos de R$ 7,7 bilhões (equivalente a cerca de US$ 2,5 bilhões), comece a operação no quarto trimestre de 2017.

 

Com ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e na Bolsa de Nova York (NYSE), a Fibria registrou receita líquida de R$ 1,997 bilhão no primeiro trimestre de 2015 e de R$ 7,4 bilhões no acumulado dos últimos 12 meses. Entre janeiro e março, as vendas de celulose da companhia somaram 1,2 milhão de toneladas. O período também foi marcado pela menor dívida líquida da história da Fibria, de US$ 2,803 bilhões no fim de março.

 

Protagonista de uma estratégia firme de gestão financeira, a empresa conta com o reconhecimento de grau de investimento por duas agências de classificação de risco: Standard & Poor’s, que elevou no fim de abril deste ano o rating da Fibria de ‘BB+’ para ‘BBB-‘, com perspectiva estável; e Fitch, que manteve os ratings da Fibria, em revisão feita em janeiro, em BBB-, também com perspectiva estável.

 

 

Sustentabilidade

O comprometimento com o uso eficiente dos recursos naturais e o engajamento social está intrinsicamente ligado à estratégia da Fibria, que nasceu com a missão de desenvolver o negócio florestal renovável como fonte sustentável de vida e produzir riqueza econômica de forma responsável, compartilhada e inclusiva. Por entender que o desenvolvimento de suas atividades depende tanto dos aspectos econômicos e financeiros como dos socioambientais, a Fibria atua em sintonia com a sociedade em cada fase de sua cadeia produtiva, mitigando os impactos de sua atuação e promovendo a inclusão social das comunidades vizinhas. Para apoiar e orientar suas ações nesta frente, a companhia conta com um Comitê de Sustentabilidade, coordenado pelo presidente do Conselho de Administração da Fibria e composto por cinco membros externos independentes, além de três diretores da companhia. O Comitê tem explorado tendências na área de sustentabilidade que podem ter impactos na estratégia da companhia, atuando em duas frentes: mudanças climáticas e valoração dos serviços ecossistêmicos.

 

O alinhamento entre maximização de valor, respeito a questões socioambientais e foco no crescimento com disciplina rendeu à Fibria diversos reconhecimentos pela imprensa brasileira. A companhia foi eleita a empresa mais sustentável do ano pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2014, além de ter sido apontada como a melhor empresa do setor de celulose e papel no anuário Época Negócios 360° (neste caso, pelo segundo ano consecutivo) e pelo prêmio As Melhores da Dinheiro. Em 2013, foi eleita a campeã do setor de celulose e papel e a “empresa de Valor” pelo Valor 1000, anuário do jornal Valor Econômico.

 

No mercado internacional, a Fibria foi, em 2013, a única empresa brasileira selecionada pela RobecoSAM, avaliadora do Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI), para compor uma publicação que reúne dez companhias que estão à frente de suas indústrias em questões ambientais, sociais e de governança. Voltada a investidores que consideram aspectos de sustentabilidade em suas decisões de alocação, a revista “The 10 Game Changers – Changing the industry through sustainability” reúne empresas de países como Suíça, Holanda, Estados Unidos, Filipinas e Austrália. O destaque da Fibria deveu-se ao seu amplo comprometimento com o uso eficiente dos recursos naturais, P&D e engajamento social.

 

Em 2015, a Fibria foi escolhida como empresa criadora de tendências para o desenvolvimento sustentável (Sustainable Standard-Setter Award) pela Rainforest Alliance, ONG que trabalha para conservar a biodiversidade, garantir meios de subsistência sustentáveis, transformando as práticas de uso da terra, e é uma das fundadoras do Forest Stewardship Council® (FSC®), um dos mais relevantes selos de certificação de produtos florestais do mundo.

 

A Fibria integra, pelo segundo ano consecutivo, a carteira 2014-2015 do índice DJSI World e de Mercados Emergentes (DJSI Emerging Markets), a principal referência do mercado de capitais em índice mundial de sustentabilidade entre as empresas de capital aberto. Além disso, na bolsa brasileira, os papéis da companhia fazem parte do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que mede o retorno total de uma carteira teórica composta por ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade empresarial. A Fibria tem todas as suas unidades certificadas pelo Forest Stewardship Council® (FSC®) e pelo Cerflor/ Programme for the Endorsement of Forest Certification (PEFC) – cada um desses sistemas possui seus próprios princípios e critérios.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21