banner
publicidade
publicidade

Fibria recebe visita de dirigentes do WWF

Fibria recebe visita de dirigentes do WWF

No Brasil para o encontro anual do Projeto Nova Geração de Plantios, organizado em parceria com a Fibria, dirigentes do WWF conheceram os plantios da empresa, o Cereias e o Projeto Microbacia

Especialistas de diversas partes do mundo reuniram-se em São Paulo nesta última semana (5 a 9/3) para discutir como as plantações florestais podem contribuir para a manutenção dos serviços dos ecossistemas e, ao mesmo tempo, prover recursos para aten­der o consumo de uma população cada vez mais crescente. Foi o encontro anual do projeto New Generation Plantations (NGP – Nova Geração de Plantios), desenvolvido pelo WWF Internacional e trazido ao país pelo WWF-Brasil.

Como parte da programação, dirigentes do WWF estiveram na Fibria, em Aracruz (ES), para conhecer as experiências da empresa na área de conservação ambiental. A Fibria foi a primeira empresa do setor florestal a engajar-se no projeto NGP no Brasil. A empresa atua com o conceito de mosaicos florestais sustentáveis (áreas de eucalipto entremeadas com áreas de mata nativa), buscando garantir os resultados de produção e, ao mesmo tempo, proteger os recursos naturais e servir como habitat para muitas espécies protegidas e ameaçadas de extinção.

O projeto New Generation Plantations responde a uma necessidade crescente de uma melhor compreensão do papel que as plantações podem desempenhar nas sociedades futuras compatibilizando a conservação da biodiversidade com as necessidades humanas. O NGP leva em consideração que precisamos dos bens e serviços gerados pelas plantações de árvores e que os ecossistemas originais e intocados estão sob pressão crescente a cada ano para fornecer mercadorias e serviços. Nesse cenário, as florestas plantadas podem ser parte da solução.

O projeto NGP possui estudos de caso no Brasil, Argentina, Chile, Portugal, Inglaterra, África do Sul e Uruguai; e conta com a participação das instituições CMPC, Fibria, Masisa, Mondi, Portucel, Suzano, Administração florestal estatal da China, Stora Enso, Forestry Commission GB, UPM-Kymmene e Governo do Estado de Acre.

Visita à Fibria – A visita à Fibria, realizada nesta sexta-feira (9/3), incluiu áreas de plantio de eucaliptos e áreas de preservação ambiental, o Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias) e a nova área do Projeto Microbacia. Participaram Emmanuelle Neyroumande, gerente do Departamento de Celulose e Papel do WWF Internacional; Luis Neves Silva, gerente de Projetos da WWF Internacional; e Mauro Armelin, coordenador do Programa Amazônia da WWF Brasil. Eles foram acompanhados pelos executivos da Fibria, João Augusti, gerente Florestal e Carlos Alberto Roxo, gerente geral de Sustentabilidade.

 

Cereias – Criado em 1993, o Cereias recebe animais apreendidos por órgãos de fiscalização e os reabilita para devolvê-los à natureza. O projeto exerce importante papel no combate ao tráfico de animais e na conscientização ambiental. O Cereias funciona numa área de 11,5 hectares cedida pela Fibria, em Aracruz, e é mantido numa parceria que envolve o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e um grupo de outras 19 empresas (Nutripreto, Imetame, Instituto Julio Simões, Cepemar, Evonik, Fertilizantes Heringer, Gafor, Garra, Komatsu, D’Flowers, Metso, Tecplan, Fortes Engenharia, Vix, Seitec, Emflora, Gramado, Locaservice e Caliman Agrícola).

Projeto Microbacia – área de 220 hectares localizada em Aracruz na qual a empresa montou uma espécie de laboratório a céu aberto para monitorar as interações de seus plantios de eucalipto com a água, o solo, o ar, a fauna e a flora. A Fibria acaba de concluir o novo projeto da Microbacia, que está em sua segunda fase. Iniciado em 1993, o projeto passou um tempo desativado depois que o local onde estava instalado foi transformado em terra indígena. Os experimentos na nova microbacia começaram em 2011 e permitem a retomada das pesquisas da empresa sobre as práticas de manejo florestal, para tornar os plantios cada vez mais produtivos e de menor impacto.

Sobre o WWF-Brasil

O WWF-Brasil é uma organização não-governamental brasileira dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. O WWF-Brasil, criado em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21