banner
publicidade
publicidade

Filho de sargento é autuado por participação no assalto ao malote do Rondelli

Neuza Brizola/Bahiaextremosul.
 

 

 

Uma reviravolta no assalto ao malote do supermercado Rondelli na manhã desta sexta feira (18) em frente ao Banco do Brasil, localizado em frente ao Posto Gef no centro de Teixeira de Freitas, surpreendeu a própria polícia pelo envolvimento do filho do sargento que fazia a segurança do malote e chegou a trocar tiros com um dos assaltantes.

Uma funcionária do Rondelli estava entrando no banco quando foi surpreendida pelo assaltante que puxou o malote que a jovem estava indo depositar. Ao perceber o assalto um sargento da reserva que fazia a segurança da jovem sacou a arma e atirou para o alto, neste momento o assaltante se virou e também atirou. Houve troca de tiros e correria de clientes que estavam do lado de fora da agência bancária.

Já de posse do malote, o assaltante fugiu em direção a um veículo Gol, quadrado, que estava estacionado em frente a uma loja de brinquedos com mais três assaltantes que fugiram em disparada. Um dos comparsas dos assaltantes estava esperando montado em uma motocicleta Broz de cor preta, que também fugiu em disparada.

Uma equipe da policia militar chegou logo em seguida e de posse da placa da motocicleta, os policiais juntamente com o sargento, saíram em busca dos assaltantes. Ao consultar a placa da moto PJB 8217, o sargento descobriu que a moto estava licenciada em nome de sua esposa. Ao se dirigir a sua residência, o sargento localizou a motocicleta na garagem de sua casa com o motor ainda quente.

Lucas de Abreu Silva, que é funcionário do Rondelli e filho do sargento, foi levado para a delegacia de polícia. Ao ser questionado, Lucas disse que estava na rua com a namorada procurando quitinetes para alugar. Logo em seguida, o acusado disse que a motocicleta poderia ter sido usada pelo irmão, mas foi desmentido pela mãe que disse que seu outro filho está viajando.

Depois de ser ouvido pelo Kléber Gonçalves, Lucas foi indiciado no artigo 157 combinado com o artigo 29 por participação no crime. A Polícia continua investigando o caso e o sargento será ouvido na segunda-feira. Os assaltantes ainda não foram presos e o dinheiro não foi recuperado.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21