banner
publicidade
publicidade

Filme ‘anti-islã’ causa revolta

Como acompanhamos nas últimas semanas, a circulação do filme “A inocência dos muçulmanos”, que satiriza o profeta Maomé, casou a fúria de islâmicos no Oriente Médio e no norte da África. O curta, postado no YouTube em julho, ganhou projeção ao ser promovido pelo pastor americano Terry Jones, conhecido por queimar páginas do Corão.

A revolta, porém, não foi causada apenas no Oriente Médio e na África, mas também em muçulmanos de todo mundo. No Brasil, a União Nacional Islâmica (UNI), pediu ao Google Brasil que retire o curta do YouTube. O SRZD falou com a entidade para entender o que os levou a pedir a retirada do vídeo. “O filme ‘A Inocência dos Muçulmanos’ é ofensivo e islamofóbico. Seu idealizador fere a liberdade de crença garantida a todas as pessoas. Por isso, entramos com medidas judiciais cabíveis para impedir a sua veiculação”.

A veiculação do vídeo causou uma onda de protestos, alguns deles violentos, contra as embaixadas americanas nos países de maioria muçulmana. A UNI reprovou as manifestações violentas. “Somos veementemente contra todo e qualquer tipo de manifestação violenta. Não apoiamos ou concordamos com nenhum ato que possa ferir a integridade física das pessoas. Legitimamos o direito de cada um lutar pelos seus direitos, desde que isso se dê de forma pacífica, assim como fizemos aqui no Brasil”, finalizou a entidade.

Fazer algo como, satirizar e zombar da religião do próximo não é nada legal. Então, se você não concorda com isso, proteste e reivindique o cumprimento de seus direito, só não use a violência em hipótese alguma.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21