banner
publicidade
publicidade

Igreja Católica beatifica a ‘bem-aventurada Dulce dos pobres’

A imagem da religiosa baiana Irmã Dulce (1914-1992) foi revelada pela primeira vez como beata às 18h deste domingo, na missa de beatificação realizada no Parque de Exposições de Salvador.

“bem-aventurada Dulce dos Pobres” foi recebida por dezenas de milhares de fiéis, que acenaram para a imagem com lenços brancos com a imagem da nova beata.

O rito de beatificação durou exatos 20 minutos. Primeiramente, foi feito o pedido oficial de beatificação pelo Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger. Um dos religiosos presentes leu então a biografia de Irmã Dulce, nascida Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, em 26 de maio de 1914.

Cerca de 15 minutos depois, o cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo, representante do papa Bento 16 e presidente da cerimônia, leu, em latim e em português, a carta apostólica assinada pelo pontífice, oficializando a beatificação da religiosa.

O momento final do rito de beatificação ocorreu às 18h, com o descerramento da imagem de Irmã Dulce pela primeira vez como “bem-aventurada Dulce dos pobres”.

O papa Bento 16 fixou a data de 13 de agosto como o dia de celebração da beata.

MISSA

A celebração teve início às 17h com a presença de dezenas de milhares de fiéis. A presidente Dilma Rousseff acompanha a cerimônia, junto com os governadores da Bahia Jaques Wagner e de Sâo Paulo, Geraldo Alckmin, além do ex-governador paulista, José Serra, o presidente do Senado, José Sarney, prefeitos da Bahia e autoridades religiosas.

Após o rito de beatificação, a sergipana Cláudia Cristiane dos Santos Araújo, agraciada com um milagre atribuído pela Igreja Católica à religiosa, subiu ao altar, onde também foram exibidos objetos pertencentes à nova beata, agora considerados relíquias.

*ANA CAROLINA MORENO
DE SÃO PAULO


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21