banner
publicidade
publicidade

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA PODE VOLTAR A CRESCER NO PRÓXIMO ANO, DIZ ANFAVEA

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA PODE VOLTAR A CRESCER NO PRÓXIMO ANO, DIZ ANFAVEA

 

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automores (Anfavea), Antonio Megale, disse estar confiante de que a economia voltará a crescer em 2017, favorecendo a retomada das vendas internas de veículos. Ao apresentar o balanço sobre o desempenho da indústria automobilística relativo a agosto último, Megale disse que a associação manteve previsão de queda de 19% nos licenciamentos até o final do ano.
Em agosto, a demanda do mercado doméstico aumentou 1,4% sobre julho e, embora no mês anterior as vendas tenham crescimento a uma taxa maior (5,6%), o número de unidades vendidas em agosto foi o mais elevado do ano. Na avaliação do presidente da Anfavea, o resultado só não foi mais expressivo porque as vendas no Rio de Janeiro, que é o terceiro maior mercado no país, sofreu o impacto de dias sem comercialização durante os jogos da Olimpíada Rio 2016.
O executivo defende a necessidade de reformas estruturais, embora reconheça que algumas irão demandar tempo. Ele citou, como exemplo, as mudanças na previdencia social e nas leis trabalhistas. Para ele, entre as medidas a curto prazo que poderiam estimular os investimentos está o corte nos gastos públicos. ”Acreditamos que o fator principal era a definição política e, agora, isso abre espaço para virar a página. Precisamos avançar nas reforma previdenciária e na legislação trabalhista para o país voltar a gerar empregos e ter crescimento do PIB [Produto Interno Bruto]”, disse.

Para Megale, só fato de terem iniciado as discussões já resgata a confiança do mercado tanto de empresários quanto de consumidores que, aos poucos, irão deixar de temer a perda do emprego.Os dados da Anfavea mostram que, em agosto, o quadro de pessoal no setor estava em 125.980 trabalhadores, número que é 0,7% menor do que em julho e 6,2% abaixo de igual mês no ano passado. Segundo Megale, 22,3 mil pessoas estão atualmente em sistema de flexibilização do emprego, sendo 2,5 mil em lay-off e 19,8 mil em regime de Programa de Proteção ao Emprego (PPE).


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21