banner
publicidade
publicidade

INSTITUTO ESTIMA QUE RECESSÃO NO PAÍS DEVE PIORAR


O Instituto Internacional de Finanças (IIF) apontou ontem que, em meio a uma crise política, as contas públicas brasileiras devem continuar piorando e a recessão seguir se aprofundando. Nesse ambiente, o desdobramento da crise política é que vai determinar as expectativas para a economia do Brasil nos próximos dois anos.

Formado pelos maiores bancos do mundo e com sede em Washington, a instituição não descarta a perda de grau de investimento do País pela Fitch e pela Moodys. A projeção do IIF é que o País tenha déficit primário de 1,2% este ano e de 0,6% em 2016. O dólar pode ir a R$ 4,40 no ano que vem.

“A crise política se aprofundou e está obstruindo o necessário ajuste fiscal para restaurar a confiança dos agentes e construir as bases para a recuperação da economia”, afirma o economista para América Latina do IIF, Ramón Aracena. Ele projeta contração de 3,2% este ano para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e de 2% em 2016, com algum crescimento vindo apenas em 2017, mesmo assim em ritmo modesto. “A recuperação provavelmente será frágil e lenta”, disse.

Ainda em suas previsões, o IIF vê o déficit nominal, que inclui o pagamento de juros pelo governo, subindo de 6,7% em 2014 para 9,7% este ano. As informações são do Estadão.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21