banner
publicidade
publicidade

“João Boca de Leite” foi recapturado em Lajedão

“João Boca de Leite” foi recapturado em Lajedão

Policiais do 3º Pelotão de Lajedão, da 44ª Companhia Independente de Polícia Militar recapturou, nesta terça-feira (6), às 15h35, um dos seis presos que, no último dia 1º, por volta das 19h30, fugiram da Delegacia da Polícia Civil de Itanhém. João Carlos Antunes Ferreira, mais conhecido como João Boca de Leite, que é acusado de ter participado, no ano passado, de um duplo homicídio, na cidade de Itanhém, estava em Lajedão, na casa de uma irmã, no bairro Fraga, na saída para a cidade mineira de Nanuque.

De acordo com os policiais que prenderam o fugitivo, ele estava no quarto da casa e não esboçou nenhum tipo de resistência.

No dia da fuga, os criminosos serraram a grade da cela onde os seis estavam e logo em seguida chamaram a atenção do carcereiro, com a alegação de que queriam água. Sem saber da ação dos detentos, o profissional levou a água. Sendo dominado e amarrado o carcereiro foi trancado dentro da cela. Os presos fugiram pela porta principal da delegacia.

Tanto a polícia Civil quanto a Militar não tem informações sobre os demais fugitivos: Franklin Vinícius Rodrigues Costa, Ivan Ferreira Oliveira, vulgo “Barrão”, Renato Resende Reis, Gilmar Lacerda Sousa e Charles Santos dos Anjos. Eles respondem a crimes de roubo, tráfico de drogas e homicídio.

Duplo homicídio

João é acusado, juntamente com um menor, de participar do duplo homicídio de Edvaldo Lourenço Rocha, 29 anos, o Ligeirinho, e Helena Pereira Costa, 49, Leninha, usuários de drogas, que foram mortos a facadas e a pauladas na madrugada do dia 24 de abril do ano passado, em uma área de mato, nos arredores do bairro Monte Santo, na região conhecida como casas populares novas, na cidade de Itanhém. Os corpos foram arrastados, por pelo menos 100 metros, e jogados em uma vala aberta para a passagem de água pluvial. A vegetação da vala dificultou o encontro imediato dos corpos, que estavam sendo procurado por populares.

 

Os corpos apresentavam ferimentos na região da cabeça e perfurações nas costas. “Deram uma paulada tão forte que arrancou a orelha de uma das vítimas”, descreveu, na ocasião, o delegado titular de Itanhém, Jorge da Silva Nascimento.

*Radar58


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21