banner
publicidade
publicidade

Joel Santana é apresentado no Fla

Foto: Reprodução de internetJoel Santana foi oficialmente apresentado na tarde desta segunda-feira como novo treinador do Flamengo. O técnico assinou com o clube até o final do ano e assume o comando do Rubro-Negro em meio a uma crise política que afeta o clube: dívidas e atraso no pagamento dos atletas, inclusive Ronaldinho Gaúcho, estrela da companhia e tido como pivô da demissão de Vanderlei Luxemburgo.

Sobre R10, “Papai” voltou a dizer que é o meia quem decidirá para ele e deu liberdade para o atleta em campo. “Não existe fórmula (para lidar com ele). É um jogador que faz a diferença. Eu não jogo. Ele que joga. Ele que vai resolver para nós. Preferência é onde ele gostar mais de jogar. Se é centroavante, pelo lado do campo. Quando mais ele desenvolver o talento dele, melhor para nós. Se você tem uma peça de valor, sempre vai estar à primeira vista para você. O craque é o craque. Se ele gostar mais do lado direito que do esquerdo, não tem problema. Vamos armar em cima dele”.

Joel fez questão de ressaltar o trabalho feito no Tricolor Baiano. “Nunca fui de pensar no passado, gosto de pensar no futuro. Saí do Cruzeiro, fui para o Bahia com um pedido da torcida, direção, fomos lá e tudo deu certo. O Bahia voltou a uma competição internacional depois de 20 anos. Um clube que recebe bem, torcida recebe bem. Agora estou aqui deste lado, vamos ver se a coisa vai dar certo. A coisa vai dar certo.”

Apresentado ao grupo nesta tarde, o professor não comandou nenhum treino e utilizou as horas em que esteve com o elenco para conversar. “Conversei com todo mundo. Hoje fui apresentado e amanhã a gente começa o trabalho. Tivemos um papo romântico. Uma conversa normal sobre o que gosto de fazer. No dia a dia a gente não fica falando muita coisa. Quando começa a se entender, até no olhar já sabe o que está acontecendo. A mesma coisa é o jogador. Quando você tem um grupo, não precisa falar muito. Ninguém vai dar chicotada em ninguém. Temos de tomar decisões. Carregamos uma torcida enorme. Nós somos manchete. Eu também”.

A Taça Libertadores de 2008 não foi “engolida” ainda pelo treinador. “Se eu soubesse que ia acontecer (derrota para o América-MEX por 3 a 0 em pleno Maracanã e eliminação) eu jamais teria saído”.

Além do mais, salientou que ainda terá que reforçar o elenco para a disputa da competição sul-americana.  “Uma ou outra posição talvez seja preciso reforçar. Tenho que ver os garotos da base. Vamos procurar conviver juntos. Talvez saiba até melhor do que eu. Não posso chegar aqui dizendo quem eu quero contratar. Não vou desprestigiar quem está aqui”.

Joel já deve comandar o time no meio da semana, no duelo contra o Madureira, pela Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21