banner
publicidade
publicidade

LEVY DIZ QUE PRETENDE DEIXAR O MINISTÉRIO NO FIM DO ANO


O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse a interlocutores que pretende deixar o cargo no fim do ano, caso o “fogo amigo” contra ele continue no governo e no PT.

Levy informou que está muito irritado com as críticas que vem sofrendo por parte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do partido e, em conversas reservadas, avaliou que enfrenta uma espécie de “ataque especulativo”, o que prejudica até mesmo a aprovação do ajuste fiscal pelo Congresso.

Nos últimos dias, Lula intensificou as críticas na direção de Levy. Em jantar com a presidente Dilma Rousseff, na quinta-feira, ele voltou a dizer que o titular da Fazenda tinha “prazo de validade”, expressão usada em outras ocasiões para expressar seu descontentamento com o comandante da economia. Dilma, porém, resiste a trocar Levy por achar que a demissão criará ainda mais instabilidade no governo.

Após convencer a cúpula do PT a não pedir a cabeça do ministro da Fazenda na resolução final do 5º Congresso do partido, em junho, Dilma testemunhará de novo a revolta petista. Em reunião marcada para o dia 29, o Diretório Nacional do PT promete investir no “Fora Levy” e propor uma guinada na política econômica.

Ex-secretário do Tesouro no governo Lula, apelidado por desafetos de “Levy, mãos de tesoura”, o ministro da Fazenda anda muito inconformado com a falta de solidariedade no governo. De acordo com seus amigos, ele está se sentindo “isolado”. As informações são do Estadão.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21