banner
publicidade
publicidade

Mais 400 famílias baianas recebem moradias

 

Mais 400 famílias baianas recebem moradias

A gari Graciele Matias Porto, 28 anos, pagava aluguel de R$ 100 para morar numa casa com telhas de amianto, sem forro, nos fundos de um imóvel, em Mucuri, município do sul da Bahia. Ela e dois filhos fazem parte das 400 famílias que vão passar a viver na casa própria, no empreendimento Brisas do Mar, entregue pelo governador Rui Costa e pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, nesta segunda-feira (6).

A mãe e mais duas tias de Graciele também estão recebendo moradia própria. Os imóveis possuem dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes, além de espaço para convivência e parque infantil. Já com as chaves da casa nova nas mãos, Graciele cita a diferença entre as duas moradias.

“No lugar do aluguel, estou pagando R$ 35 de prestação [pelo] que é meu. Na casa onde eu morava, quando chove, parece que é dentro de casa. O piso é grosso, junta poeira, as telhas de amianto viram um forno e os cômodos são poucos para eu viver com meus filhos. Aqui vai ser melhor e a casa é estruturada. Eu estou muito feliz. Há muito tempo que eu desejava ter minha casa própria. Agora já posso fazer outros planos, mobiliar minha casa”.

Emprego e renda

Rui afirmou que o programa Minha Casa, Minha Vida não beneficia apenas quem recebe a moradia. “É uma iniciativa muito importante, primeiro para quem vai receber a casa, mas também para quem trabalhou para produzir o bloco, o cimento, a tinta da casa. É um programa que traz moradia e também trabalho para quem precisa”. Segundo Rui, cada unidade custou cerca de R$ 57 mil, porém os moradores vão pagar apenas R$ 6 mil – a diferença quem paga é o governo.

O governador alertou que, durante dez anos, as casas do Minha Casa, Minha Vida não podem ser vendidas ou alugadas. “Quem souber que [alguém] está fazendo isso, denuncie. A Polícia Federal vai tomar a casa e dar a quem precisa. Isso é um programa para beneficiar quem precisa. Para quem não precisa, e pode pagar mais, a Caixa tem outros financiamentos para todo tipo de renda”.

Maior programa habitacional

Segundo o ministro, entre 2009 e 2018, cerca de 6,75 milhões de família estão passando a viver em casa própria. “O governo federal está autorizando a contratação de mais três milhões de unidades, que vão beneficiar também o sul da Bahia. Este é o maior programa habitacional do mundo. Que venham mais casas e mais qualidade de vida”.

O superintendente regional da Caixa no sul da Bahia, Marcus Vinícius Nascimento, informou que foram contratadas para a região 28 mil unidades, as quais representam R$ 1,4 bilhão em investimentos. De acordo com ele, já foram entregues 16 mil moradias, beneficiando mais de 50 mil pessoas. “Nunca foi visto neste País um programa de habitação tão grande, de habitação com qualidade. Já foi anunciado o Minha Casa, Minha Vida 3. As pessoas podem comemorar que o programa continua”.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21