banner
publicidade
publicidade

Mais de 40 casais gays celebram união homoafetiva

Mais de 40 casais gays celebram união homoafetiva no Rio

Esta quarta-feira foi marcada pela união homoafetiva de 43 casais, colocando o Rio de Janeiro como a primeira cidade do mundo a permitir e organizar um cerimonial coletivo entre gays e lesbicas. A celebração ocorreu no auditório da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos e contou com a presença do secretário do Ambiente e ex-ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, como padrinho. O celebrante foi o desembargador Siro Darlan.

O casal goiano Léo Mendes e Odilo Torres, que protagonizarou uma recente polêmica ao terem sua união estável anulada por um juiz, depois validada por instância superior, participou da cerimônia. “Somos o primeiro casal a ter uma união estável registrada duas vezes. Para ver como é o preconceito no Brasil, que um gay é obrigado a registrar duas vezes sua união estável, para não vir um juiz e retirar um direito garantido pelo Supremo Tribunal Federal”, disse Mendes.

O superintendente da secretaria, Claudio Nascimento, disse que a cerimônia é um desdobramento da decisão do Supremo de reconhecer a união homoafetiva. “Nós entendemos que era fundamental celebrar essa conquista e estimular a comunidade gay e lésbica de todo o Brasil a fazer o registro nos cartórios”, disse Nascimento.

Apesar do clima festivo, o preconceito contra a união entre pessoas do mesmo sexo existente, principalmente na própria família. “O dia de hoje representa o começo de uma estrada que a gente ainda tem muito a percorrer. Tem muitas famílias que até hoje não aceitam, então a gente ainda sofre muito com isso”, disse a garçonete Monique Pereira da Silva, que celebrou a união com a companheira, Tais Oliveira.

* Com informações da Agência Brasil


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21