banner
publicidade
publicidade

MG: líder do PCC simula passar mal e agride agentes

Foto: Reprodução de InternetO suspeito de chefiar uma ramificação da organização criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) em Minas Gerais, Ângelo Gonçalves Miranda Filho, conhecido como Pezão, foi baleada depois de brigar com agentes penitenciários neste sábado, no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp), no bairro de São Cristóvão, em Belo Horizonte.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais (Seds), Pezão foi ferido com estilhaços de um tiro de borracha. Ele teria feito uma simulação de que estaria passando mal e, no momento em que ia ser socorrido pelos agentes, começou a agredi-los. Um dos agentes teria disparado contra a parede no momento da briga, mas o cartucho voltou e atingiu o braço de Pezão.

De acordo com a polícia, o detento seria o principal chefe da quadrilha em Minas e comandava um esquema de venda de drogas na região norte da capital e cidades da região metropolitana. Ele também distribuia entorpecentes nas cidades de Teófilo Otoni e Ribeirão Preto, cidades do interior de São Paulo.
Pezão foi preso no último dia 4 de outubro em uma casa de luxo na cidade paulista de Praia Grande. Ele estava em uma lista dos 12 mais procurados pela polícia. Bruno Rodrigues de Souza, o Quen-Quen, seu comparsa, também foi detido. Os policiais apreenderam com eles um fuzil AR-15, uma pistola 9 mm, um revólver calibre 38 e diversas munições.(srzd)
Segundo a Seds, o criminoso foi levado para o Intituto Médico Legal (IML), onde realizou o exame de corpo de delito e foi liberado. A secretaria informou que Pezão foi transferido para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, região metropolitana, onde permanecerá até ser ouvido pela polícia.

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21