banner
publicidade
publicidade

Morte esclarecida: preso que morreu dentro do presídio foi vítima de assassinato

HOMEM 1

No final da manhã desta terça-feira, dia 15 de setembro, detentos da cela 02, do pátio B, do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), informaram aos agentes penitenciários sobre a existência de um colega de cela, que estaria passando mal. Imediatamente o preso José Carlos de Jesus, acusado de estupro e oriundo da comarca de Mucuri, foi levado à enfermaria da prisão, onde já chegou morto.

A suspeita inicial que o preso teria sido espancado e asfixiado pelos demais detentos da cela onde ele estava, acabou sendo confirmada com a divulgação da necropsia nesta quarta-feira, dia 16 de setembro. Segundo o delegado Manoel Andreeta,que está à frente das investigações do caso, houve esmagamento no tórax da vítima, supostamente devido às agressões dos oito detentos que estavam também na cela 02. Todos já foram ouvidos, mas como já era de se esperar, nenhum assumiu o crime. Ainda de acordo com Andreeta, novas oitivas e investigações serão realizadas, e se ninguém assumir, todos os oito responderão pelo homicídio. O corpo de José Carlos de Jesus, após ser necropsiado, foi liberado aos familiares para velório e sepulto.

Como já havia informado o tenente coronel Osires Cardoso, diretor do Conjunto Penal, com o resultado da necropsia, além do inquérito policial, haverá também o processo disciplinar e investigado interno, que já foi devidamente instaurado. As investigações internas também devem determinar os motivos do detento estar numa cela comum, ao invés do departamento específico para acusados de estupro, mais conhecido como seguro.  (Por Ronildo Brito)

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21