banner
publicidade
publicidade

Na Sombra do Poder: Onde está Wally?

Em tempos de guerra declarada de municípios com o Estado por causa da possibilidade de se passar escolas estaduais com ensino fundamental para as prefeituras, o comentário que circula é que o secretário de Educação Walter Pinheiro sumiu. Senador, o titular da pasta retornou ao Congresso Nacional já vai fazer um mês. Pelo andar do bonde, já há quem fale que o parlamentar ex-petista nem regresse mais ao Executivo nesta reta final de gestão.

David x Golias na AL-BA

O duelo de leões na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) não cessa. De um lado, Adolfo Menezes (PSD) corre o Palácio Luís Eduardo Magalhães em busca de apoio para se viabilizar como nome para a presidência do Poder Legislativo. Do outro, está Nelson Leal (PP) com a campanha “nas ruas” há mais tempo e igualmente angariando votos. Resta saber quem será jogado na cova dos leões.

Olho atento…

A notícia da semana foi o indeferimento da candidatura de Luiz Caetano (PT), deputado federal eleito, por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O fato deve despertar dois olhares distantes. Um: Bira Corôa pode encontrar caminho menos ardiloso em eventual corrida pela prefeitura de Camaçari. Resta combinar com Luiza Maia. Ou vice e versa.

…Pé ligeiro

Dois: Joseildo Ramos (PT), segundo suplente da coligação na Câmara, ligou o sinal de alerta, uma vez que o Charles Fernandes (PSD), primeiro suplente, embora tenha obtido aprovação do registro, corre risco de ter sua candidatura sacudida a qualquer momento. O que não falta é lupa sobre a cadeira de Caetano.

Babau da discórdia

Deputados só faltaram entrar em guerra nesta semana na AL-BA. Robinho (PP) questionou a aprovação de uma Comenda Dois de Julho para o Cacique Babau, que, segundo o pepista, é um negro que se coloca como índio. Robinho disse que a Funai recebe a estatística da tribo das mãos do cacique e questionou o número de habitantes, que saltou de aproximadamente 3 mil para cerca de 5 mil. Foi dizer que as índias deveriam ter procriado iguais aos ratos para atingir tal marca e acabou comprando briga até mesmo com aliados da base governista. Quase sai faísca.

Round I

Por falar em embate, a história das linhas de ônibus que seriam retiradas na capital baiana rendeu novo fight entre governo estadual e prefeitura. Bruno Dauster defendeu a remoção dos coletivos que tinham percurso igual ao do metrô. Os rodoviários bradaram, ACM Neto (DEM) tensionou e o pessoal de Rui Costa (PT) recuou. A palavra agora é remanejamento.

Round II

Agora, o cenário de embate entre o time de ACM Neto (DEM) e o de Rui Costa (PT) se desenha no projeto em que o petista quer passar para o município a gestão de algumas escolas estaduais com ensino fundamental. Lá vem mais uma guerra palaciana.

Round III

Estão, também, colocando na conta do round “petistas versus netistas” o caso em que a Embasa e o Inema, ambas ligadas ao estado, manifestaram contrariedade às obras do BRT, projeto considerado carro-chefe do prefeito ACM Neto no campo da mobilidade.

Contorcionista

Rui Costa tem um grande desafio pela frente. O pacote econômico elaborado para enviar à AL-BA vai mexer com muita gente, sobretudo servidor público. E a oposição no Legislativo já está dando sinais de que não vai deixar o assunto passar sem fazer barulho. Segundo informações chegadas ao BNews, o chefe do Palácio de Ondina terá que virar um verdadeiro contorcionista para conter, inclusive, os próprios aliados.

Pressão

Nos planos, cogita-se extinguir, reestruturar ou privatizar entidades como a Cerb, a CBPM, a Bahia Pesca, a Prodeb e a Conder. O PP, conforme confidenciou uma fonte a esta coluna, por exemplo, não quer perder os comandos da Cerb e da Bahia Pesca. Para recuperar o que pode ser perdido, a legenda estaria condicionando a perda à “conquista” da presidência da AL-BA. Não falta abacaxi para Rui descascar.

Puxão de orelha?

Após a reunião convocada do governador Rui Costa (PT) na semana passada, o PP parece estar mais retraído na disputa pela presidência do Legislativo. Durante a viagem do petista ao exterior, integrantes do partido foram à imprensa anunciar os 19 apoios que o candidato da sigla, Nelson Leal, conseguiu angariar.  Agora, parecem mais ressabiados. Segundo Jabes Ribeiro, secretário-geral do PP, o pleito seguirá no “tempo do governador”.

Mudanças

Um interlocutor contou a este site que o governador quer repartir o bolo de forma igualitária para evitar agigantamento de aliado como ocorreu no caso do PSD. Agora, o petista já teria avisado aos aliados que a balança não deverá pender para nenhum lado.

Liderança indefinida

Se Rui Costa está vendo sua base se engalfinhar na Assembleia Legislativa pela presidência do poder, o cenário se repete na Câmara de Salvador quando o assunto é liderança da bancada de oposição. O Podemos já disse que quer, o PCdoB, idem. Mais um incêndio no quintal de Rui.

Correspondência I

Os debates e anúncios envolvendo a formatação da máquina só serão feitos após os impasses em torno da guerra estabelecida pela presidência da AL-BA serem sanados. Foi mais um recado dado ao grupo.

Correspondência II

Para amarrar a votação do pacote econômico no Legislativo, Rui poderá se ver diante de uma encruzilhada. Os deputados sabem que a Casa precisa de suplementação para fechar as contas e Rui também precisa do pacote aprovado para ajustar suas finanças. Será um salve-se quem puder.

Senavoice

Senador eleito, Angelo Coronel (PSD) tem dito que vai entrar de cabeça para pleitear a presidência do Senado. A estratégia é mirar os senadores novatos. Mas, a piada já circula nos corredores da AL-BA: vai que ganha o apoio de Bolsonaro e companhia só por causa do sobrenome… Afinal, de Coronel o governo tá cheio e a “patente” pode agradar o capitão. De quebra, a Casa Alta do Congresso poderia ganhar um Senavoice, uma versão do Albavoice.

*bocaonews


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21