banner
publicidade
publicidade

PF prende Sérgio Cabral no Rio

“A apuração em curso identificou fortes indícios de cartelização de grandes obras executadas com recursos federais mediante o pagamento de propinas a agentes estatais, incluindo um ex-governador do Estado do Rio de Janeiro”, diz nota divulgada pela PF. A ação conjunta da PF, Ministério Público Federal e Receita Federal foi montada com base na delação premiada do dono da Delta Engenharia, o empreiteiro Fernando Cavendish, e em relatos de diretores da Carioca Engenharia e Andrade Gutierrez. Além de Cabral também foram presos seu braço-direito e ex-chefe da Casa Civil, Wilson Carlos, seu ex-assessor Wagner Jordão Garcia e ex-secretário de Obras, Hudson Braga. Todos são suspeitos de lavagem de dinheiro, corrupção e associação criminosa.

Cabral teve contra si dois mandados de prisão expedidos, já que ações paralelas correm na Justiça Federal do Rio de Janeiro e do Paraná. Um dos mandados é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro; outro do juiz Sergio Moro, da 13ª vara federal de Curitiba. Mulher do ex-governador, a advogada Adriana Ancelmo também foi levada para a sede da PF, em virtude de um mandado de condução coercitiva.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21