banner
publicidade
publicidade

PLANALTO CRITICA CARTA DE TEMER E ACREDITA EM POSSÍVEL ROMPIMENTO

Para evitar qualquer tipo de polêmica envolvendo a carta do vice-presidente Michel Temer, a presidente Dilma Rousseff decidiu não publicar resposta a respeito das declarações do peemedebista. O Palácio do Planalto planeja não acirrar o desgaste entre Dilma e Temer, após o vice se queixar por ser ‘menosprezado’.
De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, articuladores de governo declararam que a carta possui “tom jihadista”. Publicamente, antes da divulgação das declarações de Temer, a presidente afirmou que sempre confiou em seu vice-presidente. O Palácio do Planalto avalia que o vice-­presidente Michel Temer (PMDB), com sua “dura” carta recheada de críticas à presidente Dilma Rousseff, “quer forçar que o governo rompa com ele” para que o peemedebista fique mais livre para se posicionar sobre o processo de impeachment.
Segundo assessores presidenciais, Temer não quer ficar com o “ônus” do rompimento e tenta fazer com que ele venha do Palácio do Planalto. A orientação tirada na noite de segunda-feira (7) em reunião da presidente com sua equipe, quando a carta de Temer foi divulgada, é que o governo não reaja ao documento exatamente para não dar ao vice os “argumentos” que ele busca para se distanciar ainda mais da petista.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21