banner
publicidade
publicidade

Policia Civil desvenda crime ocorrido na ladeira do bairro Bonadiman

Uma operação em conjunto dos delgados Marco Antonio Neves, delegado do SILC( Serviço de Investigação em Locais de Crime)  e  Dr Wendel Ferreira, delegado da DTE, da 8ª COORIPN, resultaram na elucidação do assassinato do presidiário do Semi-Aberto, Hélio Conceição Manoel, 38 anos de idade, morto no último dia 24 de abril, na Av. das Galáxias, no Bairro Bonadiman na ladeira do bairro que faz divisa com o bairro Vila Caraipe.

Segundo o acusado, José Antônio Carmo Pereira, 45 anos, conhecido popularmente como “Pereira”, bastante deprimido e arrependido, “só tomei essa atitude por que ficou sabendo que a vítima havia comentado com um  outro pedreiro que estava tendo um caso amoroso com a minha  mulher , e se o filho do acusado fosse o empecilho, o mataria”.Sabendo dos fatos, o acusado relatou a imprensa que  foi tirar satisfação com a vítima, que começou agredindo com golpes de capoeira e socos. Em sua defesa,  a acusado dirigiu-se ao carro, pegou a arma e atirou em sua direção, e fugiu logo em seguida. Ainda o acusado, afirma que não teve a intenção de matar, que ficou sabendo da morte da vítima depois que se refugiou na cidade de Alcobaça.

Na coletiva a imprensa, o advogado do acusado Dr Gean Prates, diz que conhece seu cliente bastante tempo e que seu perfil não é de cometer esse tipo de erro, e conclui:” O meu cliente agiu em defesa da honra da família e de seu filho, e que seu cliente vai cumprir o que for determinado pela justiça”.

 

A vítima

Helio Conceção Manoel, que residia na cidade do Prado e foi condenado a 16 anos de reclusão por ter assassinado a sua companheira, Elineura Viana Santos, em 30 de agosto de 2008, em um bar, na cidade do Prado – após ter dado um chute violento na região temporal da mesma, levando-a a óbito


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21