banner
publicidade
publicidade

PONTOS DE EXTRAÇÃO DE AMETISTA EM SENTO SÉ SÃO CONSIDERADOS ILEGAIS

PONTOS DE EXTRAÇÃO DE AMETISTA EM SENTO SÉ SÃO CONSIDERADOS ILEGAIS

Ao menos, 10 dos cerca de 30 mil pontos de extração de ametista na mina encontrada no povoado de Quixaba, zona rural de Sento Sé, no Vale do São Francisco, foram considerados ilegais pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), órgão responsável por fiscalizar o exercício das atividades de mineração em todo o país. Cerca de 4 mil garimpeiros trabalham na região desde que jazidas foram descobertas por um morador da cidade.
O DNPM esteve na região semana passada, no último dia 19, autuando os trabalhadores que estavam extraindo a pedra roxa sem equipamentos de segurança e em jazidas que não contavam com proteções que evitassem possíveis desmoronamentos.
O órgão, com a ajuda do Ibama, apresentou aos trabalhadores autuados um termo, onde os garimpeiros se comprometeram a trabalhar dentro das normas exigidas. Apenas 40 pontos são considerados legais.
Após constatada as irregularidades, os trabalhadores deverão encerrar as atividades e trabalhar na construções de proteções das minas. “Queremos que esses trabalhadores fiquem em alerta para o risco de vida que eles estão correndo […] e continuem exercendo a extração”, pontua o superintendente do departamento, Raimundo Sobreira Filho. De acordo com Sobreira, o órgão vai disponibilizar uma área de aproximadamente 200 hectares para exploração das atividades.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21